Governo busca a desestatização das apostas no Brasil

Compartilhe como seus amigos:

Imagem ilustrativa com notas de dinheiro - Desestatização

Desde a campanha eleitoral e uma das principais promessas do atual governo é a desestatização. Mas o que significa desestatizar algo? Basicamente, é reduzir a participação da administração pública em determinados serviços. Em tese, isso serve para aumentar a qualidade dos serviços. Serviços esses fornecidos à população. Assim, o governo deve vender ativos ou empresas públicas para a iniciativa privada. Empresas que não possuem influência pública. Agem ao seu modo e com seus conceitos.

Leia mais: Bet365, a predileta dos apostadores brasileiros

Dentre os anseios da atual gestão está a desestatização de diversos serviços. Todos os citados a seguir, compõem o Plano Nacional de Desestatização (PND). A saber, os principais são: Setor Postal (correios), parques, rodovias, portos e apostas esportivas. Sim, o governo busca desestatizar as apostas no Brasil. Entretanto, deve-se realizar um estudo afim de modelar o projeto.

Por certo, o governo justificou o motivo de tal mudança. Segundo publicado no Diário Oficial da União, a privatização explora serviços de um jeito melhor. Ou seja, de acordo, com o governo, as instituições privadas extraem o máximo dos serviços. Em contrapartida, a máquina pública não o faz do mesmo modo. Nas palavras do governo, “indevidamente exploradas pelo setor público”.

Leia mais: Operadoras de cartão de crédito proíbem pagamentos a casas de apostas

O anseio é que a desestatização das apostas gerem mais oportunidades de emprego. E, até mesmo aumentar os investimentos no Brasil. Afinal, as gigantes das apostas esportivas têm origem de fora do país. Além disso, Paulo Guedes, ministro da Economia, delegou esse processo ao BNDES.

Por fim, é impossível cravar qual será o resultado da desestatização das apostas. Mas experiências em outros países, e em outros setores do Brasil, tal mudança trouxe resultados positivos. O que resta aos apostadores e, claro, das instituições de apostas, é esperar todo esse trâmite ser aprovado. Só quando aprovado saberemos a efetividade.

SAIBA COMO ESTÃO AS APOSTAS NO BRASIL

Atualmente, o governo regula as apostas esportivas no Brasil. Porém, somente os palpites realizados via casas lotéricas. Assim, detém o poder apenas da Loteria Esportiva. Esse tipo de aposta é uma velha conhecida dos brasileiros. Mas esse não é o único meio fazer aquela fézinha. Engana-se quem imagina que apostar online é ilegal no país. Atualmente, o governo permite a operação de sites de apostas online. Todavia, os sites não podem ter seu domínio web hospedado no Brasil. Ou seja, todos devem estar fora do país.

Leia mais: Apostas Online x Lotéricas. Qual é mais vantajosa?

Desse modo, sites, como a Bet365, operam legalmente no território brasileiro. Contudo, o governo não ganha com isso. Apenas com apostas em casas lotéricas. Sabendo disso, a ideia é regulamentar esses sites. Uma vez regulamentados, podem render grandes lucros aos cofres públicos. Cifras em torno de R$ 5 bilhões e R$ 7 bilhões. Só para ilustrar, 1% do PIB (Produto Interno Bruto) de países que legalizaram, é proveniente das apostas esportivas.

De acordo com o Instituto Brasileiro Jogo Legal, aqui os lucros podem ser maiores. Uma vez regulamentadas, as apostas podem representar 30% do PIB brasileiro. Outro fator positivo da regulamentação das apostas no Brasil, será os empregos. Estima-se que 700 mil brasileiros podem ser empregados na área. Assim sendo, será um benefício às duas partes. Tanto o governo ganha, como a população. Tal qual os apostadores. Eles terão mais segurança para fazer aquele palpite.

Foto destaque: Reprodução – Internet/ Arte – Shaftscore

Compartilhe como seus amigos: