O dia que Pelé expulsou o juiz; relembre!

Compartilhe como seus amigos:

Pelé sendo expulso

Relembre quando o rei Pelé expulsou o juiz de campo!

Edson Arantes do Nascimento, o rei Pelé, é o maior nome da história do futebol mundial. Entre os seus gols, títulos e atuações mágicas, o eterno camisa 10 acumula também histórias inusitadas.

Uma delas aconteceu em 18 de julho de 1968, data marcada como “o dia que Pelé expulsou o juiz”. Tudo ocorreu em um amistoso entre o Santos, equipe sensação do momento, com a seleção Colombiana, em Bogotá. Relembre essa história!

banner bet365

A história

Na época era comum que clubes enfrentassem outras equipes ou até mesmo seleções em amistosos, sendo uma forma de arrecadar dinheiro para os dois lados, pois não existiam os patrocínios como nos dias atuais e as maiores receitas vinham das bilheterias.

Em um desses eventos, o Santos de Pelé foi até Bogotá enfrentar a seleção da Colômbia. Porém, no duelo, o juiz Guilhermo Velásquez acabou expulsando o rei, após uma falta do brasileiro no zagueiro colombiano Luis Eduardo Soto.

A ação revoltou a todos os presentes, inclusive com os torcedores e organizadores do jogo ficando com os ânimos completamente exaltados, iniciando uma verdadeira confusão.

Cercado, o juiz apareceu até mesmo com um olho roxo. Os torcedores pagaram para ver Pelé, e dessa forma a federação colombiana não pensou duas vezes, permitindo que o rei seguisse em campo e expulsando o juiz.

Dessa forma, a lenda seguiu em campo e os torcedores puderam assistir o rei desfilar em campo. O resultado foi de 4 a 2 para o Santos, inclusive com um dos gols sendo anotados por Pelé.

Ganhe um Bônus de R$200 para apostar na Bet365

Anos depois, Pelé falou sobre o assunto

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, em 2000, Pelé falou sobre o ocorrido.

“Naquela época, o Pelé já era um grande nome, e todas as cotas do Santos tinham o preço vinculado à presença do Pelé. E como tinham pago para ver o Pelé e ele (o juiz) mandou o Pelé para fora, a torcida fez a confusão, tiraram o juiz e me botaram de volta. Isso foi verdade, é inédito no futebol”, afirmou o rei para o jornal.

Porém, apesar de confirmar a versão famosa, Pelé negou que ele tenha sido o verdadeiro pivô de toda a confusão. Na ocasião, o juiz justificou a expulsão por um xingamento, negado pelo camisa 10.

“Eu lembro que realmente teve a confusão. Foi um engano porque eu não participei da confusão, não participei da briga e fui expulso. (A expulsão por xingamento) é a versão dele (do juiz), eu não me lembro disso. Lembro que fui expulso depois da confusão. O que ele está alegando é que alguns jogadores o agrediram. Eu não me lembro”, finalizou o rei.

Na época, não existia cartão vermelho!

Outra curiosidade da época é que ainda não existiam os cartões amarelo e vermelho no futebol. Portanto, a expulsão era apenas “de boca”, como ocorreu com Pelé. Dessa forma, para melhor organização, a FIFA introduziu os cartões a partir de 1970, na Copa do Mundo. Na ocasião, nenhum atleta recebeu o cartão vermelho.

Compartilhe como seus amigos:

banner bet365