Retrospectiva esquadrão brasileiro 2020

Compartilhe com seus amigos:

Amanda Nunes segurando os 2 cinturões conquistados

O Brasil teve um desempenho excelente no UFC deste ano. Liderado por Deiveson Figueiredo, Amanda Nunes, Charles do Bronx, Glover Teixeira e Gilbert Durinho, o país levou a melhor sobre o “resto do mundo”. Confira abaixo a retrospectiva do esquadrão brasileiro.

Desempenho positivo do esquadrão brasileiro

Ao longo de 2020, os brasileiros venceram 59 dos confrontos contra o “resto do mundo” no UFC. A vantagem foi apertada, afinal, sofreram 56 derrotas, mas o suficiente para ser um saldo positivo. Principalmente porque o país voltou a contar com um cinturão masculino. Algo que não acontecia desde 2017, quando José Aldo era o campeão dos penas. O feito veio através de Deiveson Figueiredo, que conquistou o peso-mosca ao superar Joseph Benavidez, em julho. Ele agora se junta a Amanda Nunes, que detém os cinturões do galo e do pena feminino.

Deiveson Figueiredo foi o grande nome

Responsável por este feito marcante, Deiveson Figueiredo foi fundamental para a “vitória” do Brasil. Isso porque além do triunfo sobre Benavidez, pelo cinturão, o paraense saiu vitorioso em outras duas oportunidades em 2020. A primeira em fevereiro, contra o próprio Benavidez, mas que não valeu o título porque Deiveson havia estourado o peso. O terceiro triunfo ocorreu em novembro, diante de Alex Perez. É, portanto, um bom nome para ficar de olho para as próximas apostas.

Ganhe um Bônus de R$200 para apostar na Bet365

Amanda Nunes manteve título

Falando em apostas, Amanda Nunes não pode ser esquecida. Ela tem garantido lucros desde 2015. Neste ano contribuiu para a vitória dos brasileiros com o triunfo sobre o Felicia Spencer, em junho deste ano.

Gilbert Durinho invicto

O ano de 2020 rendeu também mais status a Gilbert Durinho, que está próximo de uma oportunidade pelo cinturão do peso meio-médio. Isso porque ele vem de vitórias para cima de Demian Maia e de Tyron Woodley. A chance de conquistar o título está marcada para 13 de fevereiro de 2021.

Oportunidade para Charles do Bronx

Charles do Bronx também ganhou duas vezes em 2020. Ele passou por cima de Kevin Lee e Tony Ferguson. Com isso se colocou na fila por uma chance de disputar o título do Peso Leve. No momento ele está atrás de Conor McGregor, Justin Gaethje e Dustin Poirier no ranking da categoria.

Retorno de Glover Teixeira

Um veterano também foi fundamental para a vitória do esquadrão brasileiro. Isso porque Glover Teixeira conquistou dois triunfos neste ano, contribuindo para o saldo positivo.

Pontos negativos

No entanto, 2020 não trouxe apenas bons resultados. Apesar do saldo positivo, alguns lutadores deixaram a desejar. Um deles foi José Aldo, que perdeu a disputa do cinturão do peso-galo. Anderson Silva foi mais um revés, se despedindo com uma queda para Uriah Hall. Só que o ponto negativo mesmo ficou com Junior Cigano, que foi derrotado nas três lutas do ano.

Conclusão

Para investir no esquadrão brasileiro nas lutas do UFC recomendamos o  Bet365. Lá você encontrará odds de todos os eventos do ano e poderá investir nos vencedores, nas formas de vitórias e também quantos rounds os confrontos terão. Portanto, aproveite para fazer um cadastro na casa para ganhar o bônus de boas-vindas.

Leia mais: Quem são os brasileiros que já possuíram o Cinturão do UFC? 

Compartilhe como seus amigos: