Conheça a “Seleção” do Tigres de técnico brasileiro rival do Palmeiras no Mundial

Compartilhe com seus amigos:

Jogador do Tigre comemorando gol no Mundial de clubes

Diferentemente de outras edições, onde os brasileiros enfrentaram times do Egito, Marrocos, Arábia Saudita e Congo, o Palmeiras vai enfrentar um mexicano nas semifinais do Mundial de Clubes. Por certo, a missão não será nada fácil, comparando com as semis de mundiais passados. Afinal, o Tigres possui uma verdadeira seleção em seu elenco. A saber, o clube possui jogadores de oito nacionalidades diferentes. Além disso, o técnico, Tuca Ferretti, é um brasileiro que dirige o time há 10 anos. O tempo de trabalho se assemelha muito ao de Joachim Low e Óscar Tabárez, técnicos da Alemanha e Uruguai, respectivamente. Porém, antes de conhecer quais são as cara do “selecionado” do Tigres, fique por dentro de um pouco da história do clube.

QUEM É O TIGRES?

Sem dúvida, é uma equipe fundada no ano de 1967, na cidade de San Nicolás, pertinho da famosa Monterrey. Como todos os clubes do mundo, o Tigres possui diversos apelidos. Os principais são: Auriazules e Felinos. Sua casa, o estádio Universitário, também tem um apelido “O Vulcão”. Afinal, o clima ferve quando os 42 mil lugares são ocupados pela fanática torcida. A saber, o estádio chegou a receber quatro partidas da Copa do Mundo de 1986.

Leia mais: Dirigente do Bayern afirma: “vamos dar tudo para ganhar o Mundial”

No âmbito mexicano, a equipe esta entre as maiores do país. Junto a Chivas Guadalajara, América, Monterrey, Toluca e Cruz Azul. Afinal, Los Auriazules possuem nada mais nada menos do que sete títulos do campeonato local. A última conquista veio em 2019, com o título do Clausura. Falando em títulos, a galeria do clube está recheada deles. Além dos citados, há três Copas do México e outras três Copas dos Campeões. Vale ressaltar que já chegou a uma final de Libertadores, em 2015. Porém, perdeu o caneco para o River Plate (ARG). Por fim, não se pode esquecer do título da Champions League da CONCACAF, conquistado em 2020. Com isso, o time garantiu vaga no Mundial de Clubes da FIFA.

A SELEÇÃO NO MUNDIAL

Por certo, o Tigres já realizou sua estreia no torneio. Nas quartas de final, venceu o modesto Ulsan Hyundai, da Coréia do Sul, por 2 x 1. André-Pierre Gignac, principal estrela da seleção, fez os dois gols da virada. Curiosamente, Gignac é dos um poucos europeus no futebol latino americano. Atacante de origem, o francês de 35 anos acumula passagens por Toulouse (FRA) e Olympique de Marselha (FRA). Não apenas isso, como também já disputou uma Copa do Mundo (2010) e uma Eurocopa (2016) pela seleção da França. Entretanto, em 2015, resolveu se aventurar pelo México, onde assinou com o Tigres. Outro grande jogador do plantel é o mexicano Carlos Salcedo. O lateral já jogou na Europa e acumula uma Copa do Mundo (2018) na bagagem.

Leia mais: Ah Ahly vence Al Duhail, de Dudu, e encara Bayern no Mundial

Rafael Carioca é um velho conhecido do clube. Afinal, o brasileiro está por lá desde 2017. Decerto, o Equador também está presente na equipe. O representante do país é Jordan Sierra, camisa 8 do elenco. Além dele, Nico López, uruguaio ex-Internacional, compõe o Tigres. Porém, não foi incluído na lista do Mundial. Já Guido Pizarro, argentino e capitão do time, conhece muito bem o futebol espanhol. Não à toa, pois vestiu as cores do Sevilla entre 2017 e 2018. Representando a Colômbia, temos três jogadores: Luiz e Julian Quinõnes e Francisco Meza. Por fim, fechando o nosso giro pela “seleção” do Tigres, temos o paraguaio Carlos González, que sempre ingressa nas partidas.

A saber, o duelo Palmeiras x Tigres acontece no domingo (7), às 15h00 (horário de Brasília). O vencedor garante vaga na final do Mundial, e disputará o título com o Al Ahly ou o Bayern de Munique.

Compartilhe como seus amigos: