Desejado pelo São Paulo, Crespo já conversou com Santos e seleção do Chile

Compartilhe com seus amigos:

Imagem ilustrativa para Hernán Crespo

Com a saída de Fernando Diniz do São Paulo, o cargo de treinador está vago no Morumbi. Desse modo, surgiram diversos rumores sobre o futuro comandante tricolor. Decerto, nos últimos dias o nome de Hernán Crespo, ex-Milan, Chelsea e Internazionale, que é treinador há pouco mais de cinco anos, ganhou força Sem dúvida, Crespo está na lista dos técnicos entrevistados pela diretoria do São Paulo. Além dele, Guillermo Barros Schelotto, também argentino, foi contatado pelo clube paulista. 

ADEUS, DEFENSA

Além disso, os rumores ganharam ainda mais força após Crespo pedir demissão do Defensa y Justicia (ARG). Segundo o presidente do Defensa, José Lemme, o ex-jogador já teria acertado sua ida ao São Paulo. E esse foi o motivo da rescisão contratual. Entretanto, Lemme também afirmou que não houve nenhum contato com os mandatários tricolores. 

“O importante é que ele saiu do Defensa y Justicia, as demais situações têm solução”, concluiu o presidente do clube argentino em entrevista ao UOL Esporte. 

Em contrapartida, nem o São Paulo, tampouco Crespo confirmam que a transação foi consumada. 

“Não assinei com ninguém nem troco o Defensa por outra situação. Pareceu correto analisar e liberar o Defensa porque não era saudável nem para os dirigentes nem para os jogadores que isso esteja por trás constantemente”, afirmou o argentino, ao TyC Sports.

 

Leia mais: Palmeiras terá uma nova chance em disputar o Mundial

Além disso, o campeão da Libertadores de 1996 também disse que outra equipe brasileira, e até mesmo uma seleção, o procuraram.

Falei com Santos, com São Paulo e com a seleção do Chile, mas não decidi absolutamente nada”, finalizou Crespo.

SANTOS OU SÃO PAULO?

Sendo assim, vale ressaltar que Santos e o treinador já fizeram contato. Afinal, o Peixe já sabe que Cuca não permanecerá para a próxima temporada. Entretanto, rumores indicam que o negócio não foi fechado por conta dos valores. Afinal, Crespo pediu R$ 1 milhão ao clube paulista. Sabendo das altas cifras, e da pouca experiência do técnico, a diretoria descartou a contratação. Desse modo, ainda não se sabe o destino do comandante. Mas pode-se cravar que não será o Santos.

CARREIRA DE HERNÁN CRESPO

Sem dúvidas, o ex-centroavante acumula passagens pelos maiores clubes do planeta. Tudo isso começou em 1993, quando assinou seu primeiro contrato profissional no River Plate. Posteriormente, rumou ao Parma (ITA), como grande promessa. E foi na Itália onde Crespo despontou. Vestiu as cores de Lazio, Milan, Internazionale e Genoa. Além de uma passagem pela Terra da Rainha, onde vestiu as cores do Chelsea. Pela seleção de seu país, disputou três Copas do Mundo (1998, 2002 e 2006) e foi medalha de prata nas Olímpiadas de Atlanta 1996. 

Leia mais: Entenda a “maldição” do Bayern em Mundiais

Por certo, pendurou as chuteiras em 2012, no Parma. Ainda na equipe, iniciou sua carreira como treinador de base. Depois disso, em 2015, assumiu o Modena (ITA). Ficou por lá até 2016. Dois anos depois, em 2018, assumiu o Banfield (ARG). Por fim, no ano de 2019, foi contratado pelo Defensa y Justicia, onde conquistou seu único título como técnico: a Copa Sul-Americana de 2020. Como dito no início do texto, Hernán Crespo pediu demissão do Defensa, após o título da Sul-Americana. Desse modo, está livre no mercado e buscando uma nova equipe para dirigir.

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações: