Outras publicações de seu time:

[xyz-ips snippet="post-categoria2"]

Veja o que disseram árbitro e VAR no gol de Arrascaeta

Compartilhe com seus amigos:

Veja o que disseram árbitro e VAR no gol de Arrascaeta

A Conmebol divulgou, na madrugada desta quarta-feira (2), o áudio do VAR no gol de Arrascaeta, na vitória do Flamengo sobre o Corinthians, na Neo Química Arena, pelo jogo de ida quartas de final da Copa Libertadores.

A jogada do gol foi o único lance polêmico da partida. A bola bateu no braço de João Gomes e sobrou para Arrascaeta marcar um belo gol.

No campo, o árbitro argentino Patrício Loustau entendeu que a posição do braço do jogador do Flamengo foi natural. Opinião compartilhada pelo árbitro de vídeo, o também argentino Germán Delfino. Portanto, gol do Flamengo validado.

Veja a conversa entre eles:

 

Árbitro: – Está em posição natural e vem de um companheiro. Não vi uma mão marcável.

VAR: – Sim, para mim a mão está em posição natural. Faz um movimento natural do corpo. É uma posição natural, o corpo está em um movimento natural. E não é de iminência, porque quem faz o gol é outro jogador.

Os jogadores do Corinthians reclamaram bastante do lance. Após alguns instantes de análise, Loustau validou o gol, sendo sequer chamado ao monitor.

Momento em que a bola bate no braço de João Gomes
Momento em que a bola bate no braço de João Gomes

Em março do ano passado, a International Board, órgão que determina as regras do futebol, divulgou uma circular sobre uma nova orientação para toques de mão e braço na bola.

Nesse sentido, a nova regra esclarece que nem toda bola na mão é infração.

– O jogador será punido por ampliar o espaço corporal de maneira antinatural somente quando a posição do seu braço/mão não for uma consequência do movimento do corpo desse jogador para aquela jogada – explicou.

+ Vítor Pereira fala sobre derrota para o Flamengo

 

Após a derrota para o Flamengo, o técnico Vítor Pereira compareceu na sala de entrevistas, para conceder uma coletiva. O português admitiu que sua equipe está em uma situação muito complicada para o jogo de volta no Rio de Janeiro e que, além disso, a derrota foi um choque de realidade.

“Também gostaria de saber como vou resolver. Custa muito, estou um bocadinho em choque de realidade. Custa muito, custa muito perceber que o jogo de fato não é fácil de reverter uma situação dessa na Libertadores. Temos que ir lá competir, dar o nosso melhor, procurar perceber o jogo melhor do que hoje”, revelou.

“O problema são os detalhes que definem esse tipo de jogo. Ficamos a reclamar de uma possível mão e demos espaço para o adversário. Hoje não sei por que, mas o jogo posicional quase não nos permitiu a fazer as combinações que estamos acostumados a fazer, não entramos em organização ofensiva, estava sempre em transição, “eles-nós”. Eles vão acrescentando, não conseguimos pressionar e pronto, a parte final foi um bocadinho sofrida, foi sofrível, eles poderiam ter feito um ou mais gols”, acrescentou Vítor.

Por fim, o jogo de volta das quartas de final da Libertadores acontece na próxima terça-feira (9), no Maracanã. Para avançar as semifinais, o Corinthians precisa vencer por dois gols de diferença e nos pênaltis ou por três ou mais.

Foto destaque: Reprodução / Internet

Compartilhe como seus amigos:

  • Ranking Casa de Apostas

    Betfair

    Classificação

    Bet365

    Classificação

    Betano

    Classificação

    1.

    bet365.com

    5.0/5

    2.

    betfair.com

    4.9/5

    3.

    betano.com

    4.8/5

    4.

    1xbet.com

    4.7/5

    5.

    betway.com

    4.6/5

    6.

    bodog.com

    4.5/5