Ceni elogia Gabi Neves, mas deixa contratação em aberto

Compartilhe com seus amigos:

Ceni elogia Gabi Neves, mas deixa contratação em aberto

Após começar a temporada em baixa, Gabriel Neves retomou a confiança e se tornou peça chave para o esquema de Rogério Ceni. O volante tem se destacado pelas boas atuações e, como resultado, assumiu a condição de titular do São Paulo.

O bom momento faz a equipe do Morumbi repensar a renovação do jogador ao fim desta temporada. Quando veio do Nacional, do Uruguai, ficou acordado que caso o Tricolor optasse pela permanência do volante, deveria pagar 1,7 milhão de dólares (R$ 8,3 milhões) parcelado em três anos em título de luvas aos agentes do jogador.

Gabi Neves será do São Paulo?

 

Rogério Ceni tem gostado das atuações de Gabi Neves, mas deixou a cargo da diretoria a decisão de investir o dinheiro para a permanência do atleta.

“Sobre a contratação, passa pela direção e por dinheiro. Acho que ele cresceu bastante nos últimos meses de trabalho. Teve a oportunidade, e quando você tem a oportunidade, cabe a você decidir o que você vai fazer com ela. Alguns encaram como uma dificuldade, eu vejo como oportunidade”, afirmou o treinador, na última quinta-feira.

“O São Paulo precisa se manifestar no final do ano, e a gente tem que ver a parte financeira. Eu não posso intervir. O clube terá que fazer suas análises para ver o que é possível”, acrescentou.

Até meados de junho e começo de julho, a permanência do uruguaio era quase descartada. O jogador não conseguia se encaixar no estilo de jogo de Rogério Ceni. Contudo, a reviravolta aconteceu na sequência de jogos contra o Palmeiras. Gabi se destacou pela sua marcação e frieza, se tornando peça fundamental para aquelas decisões.

De lá para cá, o camisa 15 tomou conta do meio de campo. Ceni explicou que encontrou a melhor maneira para Gabriel Neves jogar. Dos 50 jogos da temporada, ele participou de 21.

“O Neves é um jogador que não tem a força de marcação do Pablo [Maia], mas tem bons passes, construção… Ele tem bons atributos que para jogar na frente de uma linha de três zagueiros são interessantes. Às vezes para jogar na frente da linha de quatro talvez seja arriscado. Mas é um jogador que tem boa técnica, quieto, não tem tanto jogo aéreo, mas tem uma participação boa em construção de jogo. Ele fez alguns bons jogos”, analisou o comandante.

Nesta quarta-feira (3), às 19h15 (horário de Brasília), diante do Ceará, dentro de casa, Gabriel Neves deve estar mais uma vez entre os titulares. O Tricolor receberá a equipe cearense pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana. No próximo dia 10, em outra quarta-feira, o time de Ceni viaja até o Nordeste, para encarar o Vozão no Castelão, pela partida de volta do torneio continental. O duelo também está previsto para acontecer às 19h15 (horário de Brasília).

Por fim, em caso de empate no tempo normal, a vaga para as semifinais será decidida nos pênaltis. Vale ressaltar que na Sul-Americana, assim como na demais competições, não há critério por gols fora de casa como desempate.

Foto destaque: Divulgação / Rubens Chiri / São Paulo

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: