Outras publicações de seu time:

[xyz-ips snippet="post-categoria2"]

Ceni fala sobre final da Copa Sul-Americana em chegada a Córdoba

Compartilhe com seus amigos:

Ceni fala sobre final da Copa Sul-Americana em chegada a Córdoba

O São Paulo enfrenta o Independiente del Valle, do Equador, no próximo sábado (1), pela grande final da Copa Sul-Americana. Como resultado, o time paulista desembarcou em Córdoba, local da decisão, na última quarta-feira (28) e Ceni falou sobre as expectativas na chegada.

– Todo mundo bem. O torcedor esteve no CT, pôde se despedir da equipe. Aqui também uma recepção calorosa, apesar de toda a dificuldade. Esperamos boa parte de são-paulinos no estádio. Fizemos um treinamento voltado mais para a parte defensiva. Amanhã, tentamos uma coisa mais ofensiva, a parte de criação e os ajustes finais na sexta-feira para ir ao jogo de sábado.

Logo depois, o comandante falou se já tinha imaginado que o São Paulo chegaria a uma final internacional só 10 anos depois, visto que sempre foi uma equipe que chegava na linha de frente dessas competições.

– Não. Pela lógica da história, deveria chegar a muito mais disputas, não só de Sul-Americana, mas também de Libertadores e até mesmo de Brasileiro. Uma história que vocês já conhecem os motivos. Mostra que nenhum clube pode estar desatento. Flamengo chegando, Palmeiras chegando… O futebol é cíclico no Brasil. Por mais que se imagine que aquele time vai se manter no topo, a concorrência é muito grande. Os imprevistos, administrações mudam, e você tem um ciclo vitorioso a cada dois ou três anos, cinco anos. Infelizmente, o São Paulo demora tanto tempo. Espero que chegue e consiga vencer.

Lembranças de Ceni

Em seguida, Ceni relembrou a conquista da Copa Sul-Americana, em 2012, quando estava com Lucas, Luís Fabiano, Casemiro e companhia. Assim, o comandante falou sobre uma “viagem no tempo e contou uma história que aconteceu na última vez que foi campeão com o São Paulo.

– Estava lembrando de uma viagem para Loja (no Equador), na última vez que fomos campeões, em 2012. Demorou 21h. O rapaz perguntou se Loja era no Japão. Eu disse que não, era na América do Sul mesmo (risos). O que é de diferente é que hoje você tem que se preocupar de uma maneira geral. Naquela época, eu só me preocupava em defender a bola e treinar falta. Te garanto que era muito mais fácil ser goleiro do que treinador.

Por fim, o ex-goleiro falou sobre a importância da torcida, tanto dos que foram até Córdoba, quanto dos que apoiaram no CT e os que acabaram ficando em casa. Assim, para ele é isso que move o futebol.

– Lógico que a gente valoriza todo torcedor. Não são todos que podem estar aqui, mas é isso que move o futebol. Sei que vem gente de carro, de ônibus, carona, avião, cada um dentro de suas possibilidades. O que a gente espera é dar um pouco de alegria para um torcedor que vem sofrendo nos últimos anos. Pra mim, seria o maior presente. Como atleta, a história que tive aqui dentro… Como treinador poder repetir isso seria diferente de outros lugares que sempre com muito profissionalismo me dediquei. Mas teria uma importância e uma relevância diferente para mim. Uma pena que não deu para combinar com o Del Valle (risos). Então, vamos ter que disputar os 90 (minutos) ou 90 mais 30, pênaltis.. O que seja. A disputa vai ter que existir.

Compartilhe como seus amigos:

  • Ranking Casa de Apostas

    Betfair
    Classificação
    Bet365
    Classificação
    Betano
    Classificação
    1.
    bet365.com
    5.0/5
    2.
    betfair.com
    4.9/5
    3.
    betano.com
    4.8/5
    4.
    1xbet.com
    4.7/5
    5.
    betway.com
    4.6/5
    6.
    bodog.com
    4.5/5