Luciano deixa expulsão de lado e foca em conquistar vaga na Sul-Americana

Compartilhe com seus amigos:

Luciano deixa expulsão de lado e foca em conquistar vaga na Sul-Americana

Na noite desta quinta-feira (1), o São Paulo foi derrotado pelo Atlético-GO, atuando fora de casa, na ida das semifinais da Copa Sul-Americana. Como resultado, os goianos abriram o placar com Jorginho e Luciano empatou no primeiro tempo. Antes do intervalo, Igor Gomes tomou o segundo cartão amarelo e foi expulso. Na volta, o ACG fez o 3 a 1 com Shaylon e Léo Pereira.

Logo depois da partida, na saída do gramado, o atacante Luciano preferiu não comentar a expulsão de Igor Gomes. Assim, para ele o time deveria ter segurado o placar, mesmo tendo um homem a menos. Além disso, acredita que a equipe tem totais condições de reverter o resultado.

“Vamos deixar a expulsão de lado. Infelizmente aconteceu, até então o jogo estava 1 a 1. Tínhamos que ter segurado esse placar, porque não era tão ruim com um a menos. Infelizmente, tomamos mais dois gols. Temos que daqui a sete dias sairmos classificados no Morumbi, com o apoio da nossa torcida. Não tem outra opção”, disse Luciano à Conmebol TV.

Em seguida, o atacante acredita que o time fez muitas coisas boas na partida, mas a expulsão acabou atrapalhando os planos da equipe no confronto. Além disso, falou que o campo estava bem pesado, mas avisou que no Morumbi – no duelo de volta – o time não deve cometer os mesmos erros.

“Fizemos muitas coisas boas, infelizmente tivemos a expulsão, isso atrapalha um pouco, até pelo campo estar um pouco pesado. Mas, lá em casa vamos ver o que a gente errou para, se Deus quiser, sairmos classificados”, concluiu Luciano.

Ceni fica no São Paulo?

O técnico Rogério Ceni tem sofrido pressão por parte dos torcedores por conta dos últimos resultados ruins. Dessa maneira, a diretoria agiu e entrevista para o portal GE, o presidente Julio Casares fez questão de acabar com qualquer rumor sobre a saída do comandante.

– Eu respondo com a nossa atitude, de renovar com ele antecipadamente e antes de um clássico decisivo. Acho que essa atitude mostra a confiança no trabalho. O Brasil é resultadista mesmo. Tem que lembrar que o São Paulo, assim como o Flamengo, está disputando as três competições, e não é fácil esse caminho. Você enfrenta contusões, desgastes, logística de viagens. Isso não é fácil. Contra Fortaleza e Flamengo, nós jogamos bem. Se o goleiro do Fortaleza foi o melhor, é sinal de que criamos. Nossa expectativa é de que se essas bolas começarem a entrar, a gente vai melhorar no Brasileiro e nas outras competições em que estamos. Mas o Rogério é trabalhador. Não há hipótese de a gente ficar analisando pelo resultado. A avaliação é do trabalho e do planejamento.

Renovação

Logo depois, o presidente relembrou o momento do acordo de renovação com o ex-goleiro, que aconteceu momentos antes da grande decisão contra o Palmeiras, em partida válida pelas quartas de final da Copa do Brasil.

– Quando você renova antecipadamente um contrato antes de um jogo decisivo contra um Palmeiras, você tem a coragem e sinaliza que o São Paulo, que trocou tanto de técnico nos últimos anos, mostra solidez na estabilidade. Porque jogo você ganha ou perde, faz parte do futebol. Mas se você muda o perfil de um elenco, um time aguerrido, time com vontade de vencer… E o São Paulo hoje demonstra muita vontade de ganhar, com dignidade entrando em campo. Esse é o perfil que buscamos.

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: