Auxiliar de Vítor Pereira fala sobre desgaste no Corinthians: “A equipe acusou”

Compartilhe com seus amigos:

Foto destaque: Divulgação / Rodrigo Coca / Corinthians

O desgaste do elenco do Corinthians foi determinante para a derrota por 3 x 1 para o Ceará na noite deste sábado (16), no Castelão, pela 17ª rodada do Brasileirão Série A.

Leia também:
+ Corinthians acerta empréstimo de centroavante para o Avaí
+ Vítor Pereira cobra mais maturidade de Raul Gustavo

Com desfalques, o Corinthians até chegou a abrir o placar com Róger Guedes, mas não conseguiu segurar a vantagem. Substituto do suspenso Vitor Pereira, o auxiliar Filipe Almeida esteve na entrevista coletiva e falou sobre a condição física do elenco.

“Antes, dar os parabéns ao Ceará, penso que foram justos vencedores. Apesar de termos entrado bem no jogo, a equipe fez um grande gol com o Róger, teve outra transição que poderia concluir com um segundo gol. De fato, a partir daí, a equipe perdeu-se um bocado. Infelizmente não conseguimos, no jogo anterior, gerir como pretendíamos e hoje claramente a equipe acusou desgaste”, afirmou.

Filipe Almeida, auxiliar do Corinthians, após jogo contra o Ceará
Filipe Almeida, auxiliar do Corinthians, após jogo contra o Ceará — Foto destaque: Reprodução / Henrique Toth

“A equipe tentou, lutou, mas não conseguiu. Muito desgaste. Infelizmente não nos permitiu lutar pelos três pontos como pretendíamos. O que nos preocupa agora é recuperá-los o mais rapidamente possível. Sabemos da sequência que temos pela frente. O objetivo é recuperar o melhor possível para que no próximo jogo a equipe volte a apresentar mais qualidade de jogo e lute pelos três pontos”, revelou.

Na 2ª colocação do Campeonato Brasileiro, o Corinthians teve sequência importante na Copa do Brasil e na Libertadores. Nas duas competições, a equipe alvinegra conseguiu avançar às quartas de final.

“Não há que encontrar desculpas. Não é só desgaste físico, é desgaste mental, uma série de jogos consecutivos. Tínhamos a Copa, que pela vantagem que tínhamos era para recuperar jogadores, mas sabíamos, e o jogo comprovou, como era difícil. Não permitiu recuperar os jogadores que queríamos. Não há milagres, infelizmente hoje a equipe apareceu com desgaste. Quando não está fresca de ideias, logicamente começa a falhar passes, decisões simples que normalmente fazemos bem e não conseguimos – disse o auxiliar, que também explicou a ausência de Cássio neste sábado”, disse.

“Infelizmente, o Cássio lesionou-se no último treino. Fez de tudo, nosso departamento médico fez de tudo para recuperar, mas não deu. Entendemos que não precisava correr risco nenhum porque temos muitos jogos pela frente”, finalizou.

+ Mosquito lamenta derrota: “acabamos tomando dois gols que decidiram o jogo”

 

O começo de jogo no Castelão até deu esperança ao torcedor do Corinthians, mas a virada do Ceará acabou frustrando os planos da equipe paulista.

Para Gustavo Mosquito, o time alvinegro não conseguiu manter a pressão após sair em vantagem no placar.

“Começamos bem o jogo, começamos na frente, e a gente tinha que continuar pressionado, em cima deles. Infelizmente, deixamos cair, um pouco também por causa do clima, é muito quente aqui, campo duro… Mas não é desculpa. Deixamos cair, e esse foi o erro. Tinha que continuar pressionando e buscando o segundo gol. Infelizmente, acabamos tomando dois que decidiram o jogo”, afirmou o atacante.

Na segunda etapa, o Corinthians até teve chance de marcar, mas parou no travessão em finalização de Roni. A equipe só não contava com o terceiro gol do Ceará, que deu um banho de água fria no elenco alvinegro.

Foto destaque: Divulgação / Rodrigo Coca / Corinthians

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: