Vítor Pereira elogia Corinthians após vitória sobre o Flamengo: “está criando casca na hora certa”

Compartilhe com seus amigos:

Vítor Pereira elogia Corinthians após vitória sobre o Flamengo: "está criando casca na hora certa"

Expulso ainda no 1º tempo na vitória do Corinthians por 1 x 0 sobre o Flamengo, na Neo Química Arena, neste domingo (10), o técnico Vítor Pereira desabafou após o jogo e admitiu que a sequência de jogos importantes tem mexido com o seu psicológico.

Leia também:
+ Balbuena pede liberação na Rússia e anima o Corinthians
+ Apresentado na Arena, Yuri Alberto fala pela primeira vez vestindo as cores do Timão

A princípio, o português revelou que tem sentido o peso do calendário.

“Às vezes é preciso entender a montanha de emoções de uma semana como essa. Muitas vezes eles esquecem que de três em três dias vivemos emoções atrás de emoções na Argentina, difíceis de serem geridas, hoje também. É natural que não ando calmo, não consigo dormir, hoje dormi muito mal. Uma situação que é possível grande penalidade é natural que se reclame, pode nem ser. Mas não é natural mostrar um cartão vermelho na primeira reclamação do jogo. Tenho que estar mais tranquilo, mas tenho que dormir melhor, descansar mais, e não tem sido possível”, afirmou.

“Estou um pouquinho cansado de emoções, precisava acalmar um pouquinho, já temos o jogo com o Santos. Mal acaba o jogo, e minha preocupação já é que equipe vamos contra o Santos, os jogadores disponíveis, quem tem risco de lesão. Temos um bom resultado, mas é um jogo que não se pode facilitar. Precisava acalmar um pouco as emoções, mas o Brasil é uma montanha-russa de emoções. Não é fácil. Já me tinham dito, mas tive de vir para ver e sentir”, finalizou.

Vítor Pereira recebeu terceiro cartão amarelo antes de ser expulso contra o Flamengo pelo Brasileirão - Foto destaque: Reprodução / Corinthians
Vítor Pereira recebeu terceiro cartão amarelo antes de ser expulso contra o Flamengo pelo Brasileirão – Foto destaque: Reprodução / Corinthians

Além disso, o treinador elogiou a capacidade tática dos seus jogadores, que conseguiram manter a atenção e segurar o placar mesmo com pouco volume ofensivo.

“O time está criando casca na hora certa. Com o tempo, começamos a perceber que para estar nas três frentes e para da resposta a dois jogos difíceis, como na Bombonera e aqui contra o Flamengo, teria que ter um pouquinho de maturidade tática. Não dá para pressionar sempre, jogar sempre no campo aberto, do ponto de vista físico não estamos com essa disponibilidade. A equipe adquiriu essa maturidade tática quando não tem bola”, disse.

O Timão iniciou o jogo com cinco homens atrás. No 2º tempo, voltou com linha de quatro, mas as entradas de Bruno Melo e Bruno Méndez retornaram o time para o padrão inicial.

“O sistema defensivo é no sentido de dar uma resposta a um período de grande dificuldade que passamos. Tínhamos vários lesionados, na Argentina perdemos o Mantuan, o João Victor foi embora, hoje o Piton saiu com suspeita de fissura ou fratura no dedo do pé, espero bem que não. É no sentido de dar uma resposta à sequência de jogos muito grande, com grau de dificuldade grande, para controlar o jogo. Fizemos 1 a 0 e controlamos o jogo. Custava ter soluções para continuar pressionar alto, mas não era possível. Quando não é, é defender bem, contra-atacar e garantir os três pontos”, respondeu.

Por fim, questionado sobre seu elenco, Vítor Pereira disse torcer para não perder mais jogadores na janela de transferências.

“Sobre a saída de jogadores, espero que a equipe não perca, as opções são poucas. Preocupados com a recuperação dos lesionados, se vierem para jogo, passamos a ter mais soluções, e depois há uma ou outra situação que o clube está consciente da necessidade de ir ao mercado, estão trabalhando, há que esperar o resultado do trabalho no mercado”, comentou.

Foto destaque: Reprodução / Corinthians

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: