Como Lucas Oliveira se tornou indispensável para o Cruzeiro

Compartilhe com seus amigos:

Como Lucas Oliveira se tornou indispensável para o Cruzeiro

Natural do Rio de Janeiro, Lucas Oliveira iniciou a carreira no Tigres do Brasil, time do subúrbio do Rio de Janeiro, Duque de Caxias. Em 2017, o zagueiro passou a ter oportunidades frequentes na equipe profissional graças à observação do ex-jogador do Vasco e atualmente comentarista Pedrinho, auxiliar técnico do time na época.

“No juniores tinha um moleque chamado Oliveira. Ele era um zagueiro todo desengonçado e grandão” – Disse ao GE

“Deram a bola nele e ele cortou o atacante, aí eu já gostei. Depois disso, eu cheguei para o Felipe e falei: ‘Tem um moleque ali que joga bem, tem personalidade, dá esporro em todo mundo, mesmo com pressão ele arrisca o passe bem feito’. Aí o Felipe pediu para subir ele para o profissional… E eu fiquei muito feliz de ver ele fazendo sucesso agora no Cruzeiro”, completou.

Pedrinho atualmente não está mais fazendo trabalhos em categorias de base, mas se tornou um comentaristas mais importantes do Brasil. Além disso, faz algumas propagandas publicitárias e participa de aulas para uma plataforma que ajuda qualquer pessoa que queira aprender sobre futebol, o Futebol Interativo.

Chegada de Lucas Oliveira ao Cruzeiro e passagens pelo Bangu e Atlético-Go

Antes de chegar ao Cruzeiro,  Lucas Oliveira teve uma passagem rápida pelo Bangu e, em seguida, pelo Atlético-GO. No clube goiano, disputou duas vezes a Série B, conseguindo o acesso em 2019 e, nos dois anos seguintes, alternou entre titularidade e reserva no Brasileirão

Em fevereiro de 2022, viu-se diante da possibilidade de defender gigantes do futebol brasileiro, só que novamente na Série B. Vasco e Cruzeiro o procuraram, mas o fato de que Ronaldo é o atual acionista majoritário do clube o convenceu.

“O treinador me ligou, o Zé , que é um cara que já eu já tinha trabalhado um pouco com ele, na base. Mas o Cruzeiro me chamou atenção porque é um clube muito grande no Brasil, não desmerecendo o Vasco, que também é, mas acho que o que pesou mais foi o Ronaldo Fenômeno assumir aqui”

Pouco tempo depois os papéis se inverteram, quem teve que convencer o Cruzeiro foi Oliveira. Desembarcando em Belo Horizonte, caiu como uma luva na equipe celeste, desde então é titular absoluto na defesa que também tem Eduardo Brock, veterano. Nesse sentido, o técnico Paulo Pezzolano muda sazonalmente a forma de como a defesa joga, mas a mais comum é a formação com três defensores, transformando os possíveis laterais como Geovane, em alas. Alguns números publicados pelo site Superesportes podem mostrar bem o que Lucas vem fazendo pelo Cruzeiro.

Mais  interceptações por partida (2,4).  acerto de passes por jogo (59, com 87% de precisão) e acerto de bolas longas por jogo (8,8). Um defensor moderno, que é cada vez mais comum e simpatiza com a posse de bola, ao contrário dos defensores de anos atrás que rifam a bola à todo custo. O jogo muda e as novas gerações aprendem como são no agora.

Enfim, emprestado pelo Atlético-GO, zagueiro de 26 anos vive grande temporada da carreira e deverá ter os direitos econômicos adquiridos pelo clube celeste.

Foto destaque: Divulgação/ Cruzeiro

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: