Grêmio tem ampla vantagem diante do Náutico no retrospecto

Compartilhe com seus amigos:

Grêmio tem ampla vantagem histórica sobre Náutico

Grêmio entra em campo nesta sexta-feira (8) para mais uma decisão da reta final do 1º turno da Série B. A saber, o time encara o Náutico em jogo que vale pela 17ª rodada, e precisa vencer caso queira se manter no G4. Se dependesse do retrospecto, o Tricolor estaria muito bem, já que possui uma grande vantagem em relação ao Timbu. Além disso, esse adversário possui um valor sentimental, por causa da histórica Batalha dos Aflitos, um dos maiores jogos da história do Imortal. Portanto, confira os dados do confronto na história do futebol brasileiro.

Grêmio tem vantagem contra o Náutico no histórico de confrontos

Em resumo, o Grêmio já enfrentou o Náutico um total de 33 vezes na história do futebol. A saber, a primeira vez aconteceu em 1968, quando os times se enfrentaram pelo Grupo B da Taça Roberto Gomes Pedrosa, o RobertãoBrasileirão daquela época. Assim, empataram em 0 x 0. O Timbú só conseguiu ganhar pela primeira vez do Tricolor Gaúcho em 1985, pelo nacional daquele ano, em um jogo nos Aflitos que acabou em 3 x 2 para os pernambucanos. Foram 17 jogos até que o Alvirrubro conseguisse superar o Imortal.

Grêmio x Náutico pelo Brasileirão 2012
Grêmio x Náutico pelo Brasileirão 2012 (Foto: Divulgação / Grêmio FBPA)

Aliás, ganhar do Grêmio foi uma coisa que o Náutico só conseguiu fazer três vezes em sua história. A saber, depois de 1985, a segunda vitória veio em 1991, por 3 x 1. Em seguida, a última vez que o Timbu bateu o Tricolor foi em 2012, por 1 x 0, nos Aflitos.

Portanto, em termos gerais, o retrospecto do confronto fica assim:

  • Grêmio: 20 vitórias, 52 gols
  • 10 empates
  • Náutico: 3 vitórias, 20 gols

Batalha dos Aflitos

O maior capítulo da história desse confronto aconteceu exatamente no dia 26 de novembro de 2005, na partida de volta da final da Série B daquele ano. O roteiro desse jogo entrou para a história como uma das principais partidas da história do Grêmio.

Grêmio foi a Recife fazer a finalíssima da Série B 2005 contra o Náutico, e levou a vantagem de haver vencido a ida por 1 x 0 no Olímpico. A saber, as coisas começaram a ficar épicas quando o juíz marcou pênalti para os pernambucanos no primeiro tempo, e o jogador bateu a bola na trave. Já no segundo tempo, a arbitragem começou a embolar o jogo ao não marcar um pênalti para o Timbu de Gallatto em cima de Niltinho.

Mas o jogo esquentou mesmo quando o juíz tentou compensar o erro anterior dando um pênalti inexistente ao Náutico. Assim, os jogadores do Grêmio partiram para cima dele, causando uma confusão enorme nos Aflitos. Então, quatro atletas acabaram expulsos por agredir o árbitro, deixando o Imortal com quatro a menos em campo.

Porém, mesmo assim o Grêmio conseguiu segurar o empate que lhe dava o título até os 60′ do 2º tempo. E ainda melhor, conseguiu marcar 1 x 0 com Anderson, um gol histórico, épico, que virou uma lenda dentro do Grêmio Foot Ball Porto Alegrense.

Importância do jogo desta sexta-feira (8)

A partida contra o Náutico é muito importante para o Grêmio, pois o time está atualmente na 4ª posição da Série B com 26 pontos. Enquanto isso, o Criciúma faz pressão no Tricolor Gaúcho, em 5º lugar com 23 pontos. Assim, se o Imortal vacilar em casa contra os pernambucanos pode acabar se complicando para as próximas rodadas.

Por outro lado, o Náutico está em 15º lugar com 18 pontos. A saber, o time está ameaçado até de entrar na zona de rebaixamento nesta rodada, já que o 17º colocado CSA tem 16 pontos. Assim, o Timbú vem a Porto Alegre com a obrigação de pontuar para continua subindo na tabela. Já são quatro jogos sem perder para os pernambucanos dos aflitos.

Foto: Divulgação / Grêmio FBPA

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: