Raphael Veiga revela como encarou erros no Verdão

Compartilhe com seus amigos:

Raphael Veiga revela como encarou erros no Verdão

Em primeiro lugar, titular do Palmeiras na vitória por 1 x 0 sobre o Cuiabá, fora de casa, o meia Raphael Veiga fala sobre os erros recentes que teve em cobranças de pênaltis, dois deles na eliminação na Copa do Brasil, diante do São Paulo, no Allianz Parque.

Assim, contra o Tricolor, Veiga desperdiçou a penalidade máxima que poderia garantir a classificação no tempo regulamentar. Na disputa de pênaltis, perdeu novamente a sua cobrança e viu o goleiro Jandrei sair como herói da classificação do rival.

Banner Bônus Bet365

“Quando a gente é eliminado de um jogo e depois fica sabendo de tudo o que aconteceu, por mim eu já queria jogar no outro dia, para apagar isso mais rápido. Mas é isso, no futebol acontecem coisas desse tipo, a gente tem que estar preparado, lógico que a gente não queria que acontecesse isso, a gente sabia onde poderia chegar, mas é bola para frente, não tem que ficar lamentando.”

Em participação no programa “Bem, Amigos!”, do SporTV, Veiga explicou como abordou o atual momento e se disse tranquilo. Além disso, informa que vai continuar treinando e cobrando os pênaltis do Palmeiras sempre que houver oportunidade.

“Eu falei que, quando tive uma sequência de 20 e sei lá quantos pênaltis, eu nunca me achei melhor, não sou o melhor, e também quando errei dois não sou o pior. Procuro na minha vida sempre manter um equilíbrio, senão a gente fica muito refém de elogios e críticas. Temos de ter consciência de quem a gente é, não é porque fiz 24 que eu era o melhor, não é porque perdi dois que sou o pior”, disse Veiga.

“Vou continuar batendo, bater pênalti é assumir risco, e sempre vou ver o copo meio cheio”, completou o camisa 23.

Por fim, o jogador do Alviverde falou do abalo que a eliminação causou não somente nele, mas também em quem vive ao seu redor.

“Quando acontecem essas coisas, eu tenho que cuidar para ficar tranquilo, porque é uma responsabilidade que quem joga no Palmeiras tem, mas as pessoas que ficam próximas sentem muito, então também tem que passar tranquilidade para eles. Eu cheguei em casa muito chateado pela eliminação, por como foi a eliminação, assumo a responsabilidade, mas eu sempre vou ser o cara que vai estar na frente para assumir a responsabilidade quando precisar, eu nunca vou me esconder, e estou sempre disposto a fazer as coisas para ajudar o Palmeiras,” concluiu o meia.

Veiga admite receio após lesão

Nos últimos tempos, o meia acabou passando por alguns problemas que o afastaram dos gramados. Primeiro foi a covid-19, depois foi uma lesão muscular, que até hoje deixa consequências. Segundo ele, o problema faz com que haja um certo receio em alguns movimentos, mas já há a noção de que tem evoluído para ajudar o Palmeiras.

“Acredito que eu tenho evoluído, quando eu voltei da lesão, eu acho que nunca tive uma lesão muscular daquele tipo, fiquei um pouco receoso de fazer alguns movimentos, eu senti muito isso, mas eu tenho me soltado mais, até porque foi um mês e pouco, antes disso eu fiquei com Covid, então juntou tudo isso, mas eu tenho me sentido bem, acredito que tenho ajudado, tenho evoluído e daqui para frente continuar evoluindo, continuar fazendo gols, porque eu sei que eu posso e aonde o Palmeiras pode chegar.”

Pênaltis

Ao todo, Raphael Veiga já converteu 24 penalidades em 27 tentativas. O primeiro erro com a camisa do Palmeiras foi no duelo contra o Santos, pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após esse jogo, Veiga perdeu mais dois pênaltis, ambos contra o São Paulo, pela Copa do Brasil.

Foto destaque: Divulgação/Marcos Ribolli

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time:

Banner Bônus Bet365