Fernando Diniz quer lateral do São Paulo para 2023

Compartilhe com seus amigos:

Fernando Diniz quer lateral do São Paulo para 2023

Um dos mais experientes do elenco são-paulino, Reinaldo, se recupera de uma lesão sofrida no jogo de ida da Copa do Brasil. Apesar de ser um dos veteranos do São Paulo, o lateral-esquerdo ainda não sabe qual será o seu futuro no clube.

Diante desse cenário, algumas equipes do exterior, e até mesmo do Brasil, demonstram interesse em contar com o lateral para 2023. Um desses times tem um velho conhecido de Reinaldo. Trata-se do Fluminense, de Fernando Diniz.

Segundo Jorge Nicola, Reinaldo teria sido uma das indicações de Fernando Diniz para 2023. O lateral-esquerdo é uma peça importante para Rogério Ceni, mas ainda não foi procurado para uma renovação.

O Fluminense tem interesse na contratação de Reinaldo para 2023. É indicação de Fernando Diniz, que trabalhou com o próprio lateral nos tempos de Tricolor. Apesar do assédio, o São Paulo se mantém calmo e tranquilo, aguardando pelo desfecho da temporada para definir se pretende apresentar uma proposta ou não pelo lateral-esquerdo”, disse Nicola.

Ainda assim, pessoas próxima ao jogador e ao clube paulista confirmam o interesse de outras equipes, mas não mencionam o Fluminense como uma delas. Reinaldo tem contrato com o São Paulo até o fim de 2023 e poderia assinar um pré-contrato com qualquer outro clube a partir de junho do ano que vem.

+ Ceni elogia Gabi Neves, mas deixa contratação em aberto

 

Rogério Ceni tem gostado das atuações de Gabi Neves, mas deixou a cargo da diretoria a decisão de investir o dinheiro para a permanência do atleta.

“Sobre a contratação, passa pela direção e por dinheiro. Acho que ele cresceu bastante nos últimos meses de trabalho. Teve a oportunidade, e quando você tem a oportunidade, cabe a você decidir o que você vai fazer com ela. Alguns encaram como uma dificuldade, eu vejo como oportunidade”, afirmou o treinador, na última quinta-feira.

“O São Paulo precisa se manifestar no final do ano, e a gente tem que ver a parte financeira. Eu não posso intervir. O clube terá que fazer suas análises para ver o que é possível”, acrescentou.

Até meados de junho e começo de julho, a permanência do uruguaio era quase descartada. O jogador não conseguia se encaixar no estilo de jogo de Rogério Ceni. Contudo, a reviravolta aconteceu na sequência de jogos contra o Palmeiras. Gabi se destacou pela sua marcação e frieza, se tornando peça fundamental para aquelas decisões.

De lá para cá, o camisa 15 tomou conta do meio de campo. Ceni explicou que encontrou a melhor maneira para Gabriel Neves jogar. Dos 50 jogos da temporada, ele participou de 21.

“O Neves é um jogador que não tem a força de marcação do Pablo [Maia], mas tem bons passes, construção… Ele tem bons atributos que para jogar na frente de uma linha de três zagueiros são interessantes. Às vezes para jogar na frente da linha de quatro talvez seja arriscado. Mas é um jogador que tem boa técnica, quieto, não tem tanto jogo aéreo, mas tem uma participação boa em construção de jogo. Ele fez alguns bons jogos”, analisou o comandante.

Foto destaque: Divulgação / Rubens Chiri / São Paulo

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: