Maurício Souza e a questão em mexer no time do Vasco

Compartilhe com seus amigos:

Maurício Souza e a questão em mexer no time do Vasco

O treinador Maurício Souza falou sobre o jogo que quer propor dentro da equipe do Vasco. Decerto, com dois jogos à frente do time e duas vitórias, chegando a vice-liderança, o técnico tem um dilema. Em suma, de um lado, mexer no time em que está ganhando. Por outro lado, as ideias em que o fizeram treinador.

O jogo propositivo de Maurício ainda não se apresenta dentro da equipe do Vasco. Dos poucos momentos do dedo do técnico no time, é a saída de três. Por outro lado, a defesa forte se manteve, sem levar gol nos dois jogos anteriores. Desta vez, o Vasco encara o Novorizontino, nesta quarta-feira (29) e Maurício ainda não vai mexer no que pode:

Banner Bônus Bet365

“A cara do Maurício hoje, falo de coração aberto que não importa o time ter minha cara, importa a equipe atuar com responsabilidade e ganhar os três pontos. Mais importante que eu colocar minha cara na equipe é a gente fazer o Vasco subir de divisão.

Claro que quem me conhece sabe que eu gosto de um jogo apoiado, mais posicional, de elaboração de ataque, de bloco alto, de um time pressionante, mas isso está em segundo plano a partir do momento que eu encontro o grupo muito focado, defensivamente muito forte. Eu não tenho nenhum tipo de projeto pessoal aqui dentro, o que tenho é a ambição de fazer o Vasco voltar para a Primeira Divisão”.

Mais gols do Vasco na mão de Maurício

Decerto, apesar de ainda não querer mexer na equipe, o Vasco de Maurício Souza marca muitos gols. Na primeira partida, somente um gol. Na segunda, foram três e o domínio da partida. O técnico apontou a necessidade da melhora da produção ofensiva e todas as formas que tem feito para ajudar o time a marcar mais:

“A gente sabe que tínhamos que, mesmo que em doses homeopáticas, buscar uma evolução na parte ofensiva, sem esquecer jamais o que trouxe o Vasco a esta colocação, que foi a parte defensiva muito forte. O Vasco tem jogadores de qualidade, e a gente entende que pode ficar um pouco mais com a bola, elaborar um pouco mais o ataque, e é isso que estamos tentando, sem criar nenhum tipo de prejuízo e concorrência com aquilo que a equipe já faz muito bem. Eu acho que a tendência é que a gente melhore gradativamente.

O foco dos treinamentos se dá a partir de uma análise dos jogos, é um trabalho já começado, então é importante eu ver os jogos, analisar os treinos, ver aquilo que a gente precisa melhorar e o que a gente precisa manter. Os treinos são de acordo com o que temos visto nos jogos. Sem dúvidas a parte ofensiva chama mais atenção, mas nos treinos tem ido bem, temos que transferir isso pros jogos. Quem me conhece sabe que eu gosto de um jogo apoiado, mais posicional, de elaboração de ataque, de bloco alto, de um time pressionante, mas isso está em segundo plano a partir do momento que eu encontro o grupo muito focado e defensivamente muito forte”.

Foto destaque: Reprodução/CRVG

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time:

Banner Bônus Bet365