Missão do Vasco é recuperar defesa forte

Compartilhe com seus amigos:

Missão do Vasco é recuperar defesa forte

O zagueiro Anderson Conceição falou sobre o momento ruim da equipe do Vasco. Com apenas uma vitória em cinco jogos e três derrotas nos últimos oito, o time perdeu a principal característica no campeonato: defesa forte.

Até a chegada do treinador Maurício Souza, o Vasco havia levado cinco gols. Em oito rodadas, a equipe levou sete, com as primeiras derrotas dentro do torneio. O desempenho e resultados custaram o trabalho de Mauricinho, que foi demitido no domingo (24).

Em suma, o capitão e titular da zaga admitiu que a equipe perdeu a força da defesa, sem querer apontar um motivo específico. Entretanto, reconheceu que o antigo treinador tentou mudar a forma do time jogar e isto possa ser um fator importante:

“Com certeza essa solidez defensiva é nossa identidade, a defesa está sempre bem postada, estamos nos cobrando muito por ter tomados esses gols. Procurar acertar mais, se organizar nos jogos e quando tiver oportunidade fazer os gols. O Emílio tem passado muitas coisas já, voltar a trabalhar bastante, se comunicar mais nos jogos.

A gente mudou um pouco nosso estilo de jogo, começamos a jogar mais, ter mais a bola, os adversários começaram a nos estudar mais também, e acabamos tendo dificuldades. Temos que nos reinventar, fizemos um primeiro turno muito forte, temos que voltar a jogar coletivamente para voltar a vencer”.

Acomodação, novo “velho” Vasco e Yuri no banco

Em suma, Anderson também falou sobre as escolhas de Maurício durante seu comando no clube. Na última partida, com derrota para Vila Nova, o treinador tirou Yuri Lara dos titulares, o que causou completa estranheza da torcida e também, aos jogadores.

Yuri é o maior ladrão de bolas do time, da Série B e do futebol brasileiro. A escolha não caiu bem no elenco, mas Anderson não admitiu este fato:

“Nosso grupo é muito bom, o trabalho interno é bom, o ambiente interno, todo mundo sempre junto. A gente respeita todas as decisões do treinador, isso tem sido primordial. Aqui não tem vaidade, todos se respeitam, por isso chegamos no G-4 nesse momento”.

Outro ponto importante das respostas, foi uma possível acomodação do time. O Vasco, com uma vantagem de nove pontos antes das últimas duas rodadas, só somou um ponto e perdeu três pontos da vantagem. Decerto, agora com seis na frente dos times de fora do G4, o capitão sabe que a tranquilidade da vantagem acabou e o time precisa se recuperar dentro da Série B:

 “Acaba sendo normal dar uma acomodada com a situação confortável. Agora estamos com seis pontos de diferença para o quinto, depende só da gente. Temos que continuar na caminhada, manter o ambiente bom, todos estão se cobrando, os treinos têm sido bons, todo mundo querendo. Tenho certeza que com o apoio da torcida vamos vencer na quinta”.

Foto destaque: Reprodução/CRVG

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: