Nenê faz reclamações sobre expulsão

Compartilhe com seus amigos:

Nenê faz reclamações sobre expulsão

O meia Nenê falou sobre sua expulsão na partida entre Vasco e Chapecoense, no último domingo (31), pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O camisa 10 levou dois amarelos em sequência, um por falta e outro por reclamação. O árbitro Douglas Marques foi bastante contestado na partida, com reclamações dois times, além da ira do vascaínos por decisões confusas de lances importantes.

Na reclamação de Nenê, dá para perceber que o meia fala da quantidade de faltas que fez durante todo o jogo. Aos 41 minutos do segundo tempo, foi a segunda falta do jogador, o que resultou no cartão e depois, a expulsão. Na saída de campo, Nenê não poupou as críticas ao árbitro e disse até que o profissional aproveitou da exposição da partida para tentar ser o protagonistas:

“Na minha opinião, um dos árbitros mais fracos que apitou nos meus 22 anos de carreira. A CBF tem que rever algumas coisas, por está atrapalhando o espetáculo. Não me lembro dele ter apitado outro jogo da Série B. Aí na TV aberta ele quer aparecer”.

Na súmula, a arbitragem explicou a expulsão como reclamações fora do tom e palavrões em direção do árbitro. Decerto, além do meia, o preparador físico Daniel Félix também foi expulso, do banco de reservas, pelas reclamações e xingamentos.

O árbitro deu seis cartões amarelos para a equipe carioca e tirou três jogadores da próxima partida. Em suma, Nenê, Palacios e Yuri Lara foram suspensos e não encaram a Ponte Preta, na próxima terça-feira (9).

CBF divulga áudios de lances polêmicos

Portanto, na tarde desta segunda-feira (1), a CBF divulgou os áudios das decisões polêmicas de Douglas Marques na partida. O lance mais reclamado do Vasco foi um possível pênalti em Eguinaldo, no meio do segundo tempo. Na transmissão da TV, o comentarista de arbitragem confirmou que houve a falta no jovem de 17 anos. Entretanto, o árbitro de campo não deu falta e nem foi ao VAR, já que os analistas não quiseram chamá-lo para rever o lance.

O VAR, Vinícius Furlan disse que Eguinaldo parou de correr para sofrer o contato, algo completamente diferente das análises dos comentaristas de arbitragem da TV aberta e fechada:

“Ele para de correr. Ele sente o contato e se joga. Para mim nada a marcar. Contato é lateral, e a queda após para de correr. Nada a marcar”.

O Vasco fez protesto formal contra toda a comissão que participou do jogo e pediu algum tipo de punição pelo erro. Decerto, o clube levará a questão para o STJD, além da Comissão Nacional de Arbitragem. A informação é do site oficial do cruzmaltino.

Foto destaque: Reprodução/CRVG

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: