Maurício tenta explicar derrota do Vasco

Compartilhe com seus amigos:

Maurício tenta explicar derrota do Vasco

O treinador Maurício Souza falou sobre a derrota do Vasco, na noite desta quarta-feira (29), por 2 x 0 para o Novorizontino. Para o técnico, a noite foi infeliz por conta das decisões darem erradas. Em suma, dentro da partida, Maurício tentou mudar a forma do estilo jogar, mas não conseguiu mostrar o resultado e perdeu a invencibilidade:

“A ideia era realmente ter um pouco mais de criatividade no setor de meio de campo, sempre que o Palacios vinha para dentro. Porém não podemos de jeito nenhum tirar o mérito do Novorizontino, que conseguiu a partir de uma marcação muito impositiva neutralizar nossas ações. Não conseguimos sair, começamos a jogar um jogo mais direto. Esse jogo não deu para a gente nem o ganho da primeira nem o ganho da segunda bola. O Novorizontino começou a ganhar campo, a gostar do jogo.

A partir daí, a equipe se descontrolou um pouquinho. De uma bola parada sai o gol. No segundo tempo a gente vinha um pouco melhor, controlando mais as ações, mas durou pouco tempo. Eles se impuseram de novo – 

Acho que o Vasco teve uma noite infeliz, não conseguimos colocar em prática o que a gente imaginava. A gente sabe que vai encontrar adversários que vão competir demais contra a gente. Infelizmente não tem o que falar, o mérito é do Novorizontino por ter conseguido fazer um jogo extremamente qualificado e foram felizes”.

Maurício explica mudanças da equipe

Decerto, o técnico tentou explicar as mudanças que fez para o jogo, colocando Palacios no meio campo e empurrando Figueiredo para o ataque. Portanto, sem um atacante de referência, o time perdeu os dois pontas e sofreu sem a força da marcação, além das jogadas que vinham dando certo:

“Eu não considero que a gente tenha perdido um homem de referência. Concordo que o Raniel é um jogador mais fixo. O Figueiredo é um jogador de mais mobilidade, que a gente entendia que seria mais proveitosa para nós. Quando entrou o Raniel, porque é um jogo mais preso, a gente tem que flutuar outros jogadores naquele setor. O que pensamos para o Figueiredo acabou acontecendo. O que não tivemos foi calma de entrar no campo adversário, circular mais a bola. A gente estava mais ansioso, talvez pela pressão que o Novorizontino fez sobre o nosso time que foi muito grande. A posição do Figueiredo é de camisa 9, é a que ele gosta de jogar, a que foi formado.

Hoje, qualquer explicação fica secundária. A gente não teve uma noite feliz. O Novorizontino foi uma equipe melhor hoje. A gente sente a derrota, mas não muda nada. A gente conversou no vestiário, sabemos que domingo tem uma nova batalha. A Série B vem se mostrando uma das edições mais equilibradas dos últimos tempos. A gente sabia que ia encontrar dificuldade aqui dentro. Saímos tristes com o resultado, mas cientes de que estamos muito bem na competição. No domingo, esperamos sair com os três pontos e dar alegria para a torcida do Vasco da Gama”.

Portanto, o Vasco encara o Sport no próximo domingo (3), pela 16ª rodada da Série B. Decerto, o time não terá o capitão Anderson Conceição, que foi expulso na partida de quarta (29).

Foto destaque: Reprodução/CRVG

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time:

Lado emocional é perigo na reta final do Vasco
Notícias Vasco da Gama
Robert Ferreira

Jorginho projeta jogo contra Operário

O treinador Jorginho projetou a partida do Vasco contra o Operário, na próxima terça-feira (4), pela 33ª rodada da Série B. O comandante pediu equilibrio

Leia mais »
  • Ranking Casa de Apostas

    Betfair

    Classificação

    Bet365

    Classificação

    Betano

    Classificação

    1.

    bet365.com

    5.0/5

    2.

    betfair.com

    4.9/5

    3.

    betano.com

    4.8/5

    4.

    1xbet.com

    4.7/5

    5.

    betway.com

    4.6/5

    6.

    bodog.com

    4.5/5