Nomeação de Luiz Mello na SAF gera revolta na direção vascaína

Compartilhe com seus amigos:

Nomeação de Luiz Mello na SAF gera revolta na direção vascaína

Os dirigentes e vice presidentes vascaínos estão irados com a nomeação de Luiz Mello para ser o CEO da nova SAF. Decerto, o profissional era CEO do Vasco até aqui, mas trabalhou à favor da aprovação da venda do futebol para os americanos da 777 Partners.

Os vascaínos brigaram muito para que no contrato, houvesse uma cláusula para impedir que os atuais diretores do clube atuassem na nova SAF. Por isso, em acordo entre as partes, nenhum dirigente que foi eleito, por votação dos sócios, poderá ser contratado pela SAF Vasco. Entretanto, Luiz era funcionário remunerado e assim, teve um espaço no contrato para sair e aceitar o cargo na nova associação.

Portanto, alguns dirigente ameaçam entregar seus cargos imediatamente, se o Vasco por meio de seu Presidente, Jorge Salgado, não se manifeste. Por outro lado, agora com a associação em separação do futebol, dificilmente o time fará este movimento. A 777 gostou do trabalho de Luiz e de seu currículo, o puxando para trabalhar no novo momento vascaíno.

Um dos opositores políticos mais fortes do cruzmaltino, Júlio Brant, se manifestou em seu twitter totalmente contrário a decisão. Júlio fez parte da comissão que avaliou os contratos da 777 e recomendou a aprovação da venda, votando sim na AGE:

“A Sempre Vasco (partido de Brant) propôs, ao longo do processo (tweet do @RenatinhoNeto), que quem participasse das negociações não deveria estar na SAF. Todos! Não há aqui nenhum julgamento de competência. O objetivo era evitar o constrangimento do conflito de interesse. Proposta foi rejeitada”.

Outro nome da política do clube, o opositor Sérgio Fria, que era contra a SAF e votou NÃO na AGE, acusou o profissional de trabalhar com interesses para a empresa americana:

“Ontem tivemos a confirmação de novas fraudes na AGE de 07/08 e a ciência de que quem negociava o contrato com os setes, em nome do Vasco, entra na SAF agora pela vontade dos setes. A tal diretoria de Integridade, dita independente, criada nessa gestão, está certamente indignada”.

O jornalista Lucas Pedrosa detalhou todo o momento interno que passa a diretoria vascaína. Luiz continua atuando, agora como funcionário da SAF, dentro da administração, ajudando no momento de transição:

777 elogia contratação de Mello

Em suma, dentro da carta oficial divulgada por Josh Wander, sócio proprietário da 777 Partners, o americano elogiou a contratação do profissional CEO. Além de Mello, a empresa também já confirmou a contratação de Paulo Bracks, como diretor de futebol da nova organização VASCO SAF:

“A equipe da 777 Partners, especialista em futebol e negócios com empresas em todo o mundo, trabalhará diariamente para ajudar o Vasco a voltar ao seu verdadeiro patamar. Além disso, como anunciado nesta manhã, nomeamos Luiz Mello como CEO e Paulo Bracks como Diretor Esportivo para o dia a dia de nossa administração. Eles são homens íntegros, que possuem profundo conhecimento e habilidade. Por isso contam com nosso total apoio e confiança”.

A 777 já comanda o futebol da equipe e ainda nesta semana, Bracks virá para o RJ para começar a comandar o Vasco de perto. Em primeiro momento, o profissional estará ao lado de Carlos Brazil, atual gerente de futebol, para não interferir na reta final do elenco na Série B.

Foto destaque: Reprodução/CRVG

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: