Vasco tem negociações com Prefeitura para reformar São Januário

Compartilhe com seus amigos:

Vasco tem negociações com Prefeitura para reformar São Januário

A direção do Vasco tem contatos avançados com a Prefeitura do Rio de Janeiro para a reforma do estádio de São Januário. A equipe ganharia o potencial construtivo do governo, que daria os recursos financeiros necessários para conseguir ampliar e modernizar o complexo.

A ideia é simples e já aconteceu na cidade do Rio de Janeiro: A Prefeitura irá repassar papeis para o Vasco revender ao setor privado e com este dinheiro, o clube apenas poderia usar para reformar o estádio. O prefeito Eduardo Paes explicou de forma exemplificada o negócio:

“Eu tenho uma conversa muito avançada com o Salgado, que a ideia é a gente transferir o potencial construtivo, ou seja, o direito de construir em São Januário. Um exemplo, ele tem o direito de construir um prédio, vamos imaginar que ele pode construir um prédio onde está São Januário, nós vamos transferir esse potencial construtivo para que o Vasco possa vender isso para o setor privado em outras áreas da cidade, por exemplo a Barra. E o Vasco só poderia usar o recurso dessa venda para fazer a reforma do estádio de São Januário. É um direito com fim específico. Você ganha o direito, que é o de construir, você vende esse direito, só que o fruto desse recurso não pode contratar jogador, não pode pagar salário atrasado, não pode resolver dívidas do clube, só pode ser usado para obras de reforma de São Januário, que é o estádio mais lindo do Rio de Janeiro”.

O negócio anda separado da venda do futebol para a empresa americana 777 Partners. Decerto, a conversa é importante para que o clube não tenha de envolver o terreno com o acordo.

Vasco tem possíveis reformas com a 777

Em suma, no contrato com a empresa americana, o clube tem possíveis acordos para reformar o complexo. A primeira é com recursos próprios, o que está perto de acontecer. Assim, o projeto seria para 40 mil torcedores, com desenho já feito desde o fim da gestão do antigo presidente, Alexandre Campello.

A segunda e até agora, a mais viável por crença, era a 777 reformar o estádio, com valor estipulado em 350 milhões de Reais. Entretanto, se isto acontecer, o Vasco teria de repassar o direito de São Januário para os americanos, como se fosse a venda do terreno.

A terceira seria um setor privado se interessar, como foi no caso do Palmeiras. Entretanto, seria uma terceira empresa para negociar com Vasco e com a 777, que será dona de 70% do futebol, com direitos de opinar por conta do uso diário do local.

Foto destaque: Reprodução/CRVG

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time:

Lado emocional é perigo na reta final do Vasco
Notícias Vasco da Gama
Robert Ferreira

Jorginho projeta jogo contra Operário

O treinador Jorginho projetou a partida do Vasco contra o Operário, na próxima terça-feira (4), pela 33ª rodada da Série B. O comandante pediu equilibrio

Leia mais »
  • Ranking Casa de Apostas

    Betfair

    Classificação

    Bet365

    Classificação

    Betano

    Classificação

    1.

    bet365.com

    5.0/5

    2.

    betfair.com

    4.9/5

    3.

    betano.com

    4.8/5

    4.

    1xbet.com

    4.7/5

    5.

    betway.com

    4.6/5

    6.

    bodog.com

    4.5/5