Quem são as melhores apostas para MVP da NFL em 2022?

Compartilhe com seus amigos:

A saber, as apostas para MVP sempre começam antes do início da NFL, e continuam até que a liga se pronuncie sobre quem é o jogador mais valioso da temporada. Assim, Aaron Rodgers, quarterback do Green Bay Packers foi é que detém este título pelo menos nas duas últimas temporadas. Ou seja, obteve o reconhecimento em sequência. Contudo, os Packers não parecem que terão tanto sucesso na tentativa de eleger Rodgers novamente porque seu principal recebedor Davante Adams deixou a equipe.

Por outro lado, não parece que o time está se preocupando com isto e imagens dos treinos de pré temporada é bem otimista, com Aaron tentando se conectar com seus novos recebedores que chegaram via draft. Dessa forma, resta a questão: Se Rodgers provavelmente não será o MVP, quem pode ser? Lembrando que as odds ainda não estão disponíveis.

Potenciais MVP da NFL em 2023

 

Aaron Rodgers na premiação para MVP da NFL em 2022. Foto destaque: The Athletic
Aaron Rodgers na premiação para MVP da NFL em 2022. Foto destaque: The Athletic

Existem talentos emergentes em todas as posições, mas desde 2012 nenhum jogador que não fosse um quarterback venceu o prêmio de jogador mais valioso. Adrian Peterson, ex-running back foi o último que conseguiu este feito.  Nesse sentido, grandes nomes como Tom Brady, Patrick Mahomes, o próprio Aaron Rodgers, Lamar Jackson são alguns nomes que surgem após Adrian ter ganhado o reconhecimento.

Fora isto, o mais perto que alguém não QB chegou perto de vencer o prêmio foi Derrick Henry, running back dos Titans, mas acabou se lesionando na reta final da temporada e prejudicou não só aos Titans, como ele também por ter sido retirado da corrida para MVP.

Principais candidatos ao título de MVP

Josh Allen

Primeiramente, começando a lista com Josh Allen, o potencialmente favorito. As estatísticas não mentem e a cada temporada que joga como profissional evolui bastante. Desde 2018, teve um enorme salto de produção. Já 2019 para 2020, passando mais de 1.000 jardas à mais do que passou em 2019. Além disso, o número de touchdown também aumentou consideravelmente, apenas 10 na primeira temporada e na mais recente em 2021 foram 36. Salvo, recebedores com mãos confiáveis ajudam Allen, como Stefon Diggs e Dawson Knox.

O Buffalo Bills teve um fim dramático na temporada perdendo para o Kansas City Chiefs na prorrogação. Na NFL, quem marca o primeiro touchdown no período extra vence. Dando fim na temporada astronômica que o Bills teve. Fora isto, Allen também tem o coração dos fãs por ser um quarterback descontraído, com um braço muito potente e não foge de tackles quando corre com a bola. Ainda não há odds disponíveis, mas com certeza Josh estará entre os mais cotados

Patrick Mahomes

Talento puro, carisma, braço potente e uma ótima comissão técnica, esse é o armamento dos Chiefs. Patrick é ótimo exemplo de como veteranos podem polir os mais jovens e ajudar no futuro da equipe. A saber, quando foi selecionado pelos Chiefs, Alex Smith era o titular e aceitou muito bem a escolha da franquia por recrutar um passador mais jovem. Não só isto, como também ajudou o jovem Mahomes a melhorar aspectos de seu jogo. Alex é sempre lembrado pelas lesões terríveis que teve em sua carreira, e passou por cima de todas elas.

Continuando, o salto de produção mais surpreendente dos últimos anos é do QB dos Chiefs. em 2017, uma interceptação, nenhum touchdown e 284 jardas passadas. Em 2018, 50 touchdown, 12 interceptações e 5.097 jardas passadas. A melhor temporada em números de sua curta carreira. Não é atoa que o apelido de Patrick é “showtime”. Passes não ortodoxos é uma de suas marcas e faz questão de utilizá-las quando possível.

O Kansas City Ciefs não tem mais Tyreek Hill que se juntou ao Miami Dolphins, mas enquanto Travis Kelce ainda estiver somado com Mahomes o show é garantido.

Joe Burrow

O quarterback do Cincinnati Bengals mostrou que os jovens também podem competir sem ter que esperar anos na fila. Draftado em 2020, Burrow mal jogou a primeira temporada já que teve uma lesão no joelho quase na metade da temporada regular, o que deixou ele fora dos gramados por bastante tempo. Posteriormente, retornou, alguns achavam que ele até iria encerrar a carreira já que a pancada que levou no joelho foi bem séria.

No ano de 2021 os Bengals recrutaram Ja´Mar Chase, recebedor de LSU, o mesmo foi campeão universitário com Joe Burrow. Unidos novamente, não tinha como dar errado. Pela primeira vez em mais de 30 anos os Bengals chegavam nas finais de conferência com Burrow na temporada regular passando para mais de 4.000 jardas e 34 touchdowns, graças ao seu novo, mas antigo recebedor Chase. Os Bengals deixam de ser um mero observador para ser um contestador, com uma linha ofensiva melhorada já que Joe foi sacado mais de 50 vezes, algo nada comum na NFL. Enfim, caso a conexão Burrow-Chase funcione novamente, Cincinnati estará bem perto de concretizar algo enorme.

Tom Brady

A idade parece que não é nada além de um mero número para Tom Brady. O veterano é o maior vencedor de todos os tempos na NFL, com sete anéis de campeão do Super Bowl, seis com New England Patriots e um com o Tampa Bay Buccaneers. Muitos acreditavam que Brady não iria conseguir jogar bem sem Bill Belichick, técnico que fez parte da carreira de Tom e o selecionou no draft em 2000. Assim, calando os céticos foi campeão com a franquia da Flórida em 2020, e deu indícios de que estava chegando perto do fim, tanto pela localidade do time, Flórida – que é considerado o estado da aposentadoria pela cultura popular -, quanto pela sua idade. Em 2022 completa 45 anos, e havia então anunciado a aposentadoria no ínicio do mesmo ano. Contudo, voltou atrás e retornará para Tampa.

Nesse sentido, Brady na temporada de 2021 teve a melhor temporada, estatísticamente, da carreira. Com 44 anos. Foram 5,316 jardas passadas, 43 touchdowns e 12 interceptações. Não seria surpresa caso voltasse para ter uma temporada assutadora, até pela adição de Julio Jones no corpo de recebedores que já haviam Chris Godwin e Mike Evans. Além do Tight End Cameron Braithe. Todos esses fatores fazem com que Tom Brady possa conquistar o prêmio de MVP na NFL.

Derrick Henry

Por último, mas longe de ser o menos importante, temos um dos principais rostos da NFL atualmente, Derrick Henry. O runnig back pode ser o único que tem capacidade para bater de frente com quarterbacks na disputa pelo MVP, como demonstrou na temporada anterior. Uma força descomunal, treinos intensos, explosão muscular, são característas de um jogador que em 2020 correu para mais de 2.000 jardas e anotou 17 touchdowns.

Como é citado anteriormente, acabou se lesionando e não pode contribuir para os Titans, mas isso não é culpa de Henry. O volume de jogo de Derrick era muito alto para o running back, com a maioria das jogadas sendo corridas vindas de trás do quarterback Ryan Tannehill é um extremo desgaste físico até para um atleta do porte dele. Assim, caso Mark Vrabel, atual técnico dos Titans consiga desenvolver um jogo competitivo que não envolva tanto Henry, Tenessee pode virar um time perigoso de contar uma vitória fácil.

Foto destaque: Divulgação/ NFL

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações: