Comentarista diz que o Cruzeiro ‘vai precisar de um grupo reforçado o ano que vem’

Compartilhe com seus amigos:

O comentarista Carlos Eduardo Mansur, da SporTV, disse que o Cruzeiro precisará de um grupo mais reforçado para a disputa da Série A do Campeonato Brasileiro. Na liderança da Série B, com 59 pontos, o time celeste está muito perto de confirmar o retorno à elite do futebol nacional.

“O Cruzeiro tem passado por permanente modificação do elenco ao longo da Série B, com as chegadas de Lincoln, Chay, Gasolina. E eu acho que esta contagem regressiva permite uma montagem de base para o ano que vem, com chegada de jogadores e observando quem tem condição de fazer parte do elenco da Série A”, disse o comentarista

Para Mansur, o Cruzeiro terá exigência maior no ano que vem, já que estará de volta ao grupo dos melhores times do país. “Naturalmente, o Cruzeiro vai precisar de um grupo reforçado para o ano que vem porque o nível de exigência vai ser maior. Nos últimos jogos, o Cruzeiro não mostrou sua melhor versão”.

No mercado, o Cruzeiro busca opções de qualidade a um custo acessível. Alguns nomes chegaram nesta temporada. Lincoln e Bruno Rodrigues para o ataque, o lateral-esquerdo Marquinhos Cipriano, o lateral-direito Wesley Gasolina e o zagueiro Luis Felipe para compor o sistema defensivo da raposa.

Reforço do Cruzeiro para o restante da temporada, Bruno Rodrigues comenta puxão de orelha de Pezzolano

Primeiramente, o atacante Bruno Rodrigues foi cobrado pelo técnico Paulo Pezzolano nos últimos tempos. O comandante do Cruzeiro disse gostaria de ver Bruno evoluindo nos aspectos do jogo. O jogador de 25 anos disse que tem se esforçado para melhorar a cada dia no cabuloso.

“O professor Paulo Pezzolano me cobra muito para atacar e defender no momento certo, para aprender, sou novo e tenho que aprender, vou estar sempre à disposição do professor para aprender”, disse

O atacante não fez parte do elenco titular da equipe cruzeirense que enfrentou o Criciúma. Mesmo assim, Bruno entrou na segunda etapa e deixou sua marca no placar, sendo o autor do único gol da raposa na partida. A saber, o jogo terminou empatado no Mineirão, mas quem saiu atrás do placar foi o mandante ainda no primeiro tempo. Em um momento de desatenção da defesa, o atacante Hygor da equipe catarinense explorou o espaço atrás da linha de defesa formada por Brock e Oliveira. Em suma, pelo passe ter surgido de um arremesso lateral, o impedimento não existe, no que resultou em um chute cara a cara com goleiro.

“Eu já falei com o Bruno (Rodrigues) que necessito que ele seja eficiente para equipe e que tome decisões diferentes, que seja o mais produtivo. Eu acho ele um grande jogador, mas tenho que ajudá-lo a tomar decisões em quando deve ir no um contra um, jogar de tabela, chutar ou rolar a bola. Hoje, todas as jogadas ele quer ir para frente, tem coragem, mas nem sempre deve ir para frente”, explicou Pezzolano

O Cruzeiro tem, somando o jogo contra o Operário, apenas nove jogos restantes na temporada. Com o acesso praticamente confirmado, a diretoria tentará buscar recursos no mercado para reforçar o elenco, preparando para a temporada do Brasileirão em 2023.

Foto destaque; Divulgação/ Cruzeiro

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: