Fernando Diniz sobre despedida de Fred: “Emocionante”

Compartilhe com seus amigos:

Fernando Diniz sobre despedida de Fred: “Emocionante”

O técnico do Fluminense, Fernando Diniz, concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira (8), no CT Carlos Castilho. A saber, que ocorreu após o último treino de Fred. Já que o atacante fará seu último jogo pelo Tricolor, neste sábado (9), no Maracanã.

Dessa maneira, o assunto Fred não poderia ficar de fora da entrevista de Fernando Diniz. Aliás, o comandante lembrou a época em que conheceu o ídolo e capitão do Fluminense, há quase 20 anos. Além disso, elogiou o jogador. Bem como revelou que seu filho mais velho é apaixonado pelo camisa 9.

É emocionante para todo mundo. Conheci o Fred quando ele tinha cerca de 20 anos, ele estava no começo da carreira, eu estava mais próximo do fim da minha. Reencontrá-lo aqui foi muito melhor do que eu imaginei. Ele é espetacular como ser humano, até mais como jogador. O fechamento da carreira dele está acontecendo de maneira muito merecida. O enredo de sábado, contra o Corinthians… Não era nem para ele ter entrado, mas aconteceu aquilo, que é fruto de merecimento. É um cara apaixonado por futebol. Participar desse momento e criar essa relação que criei nessa volta, de maneira instantânea e espontânea, é uma coisa emocionante, vou levar para vida inteira. Meu filho mais velho é apaixonado pelo Fred. Ainda tenho esse plus. Está sendo um momento muito significativo, que vou levar para sempre” disse Fernando Diniz.

Fernando Diniz espera que Fred permaneça no Fluminense em outras funções

Em seguida, o treinador contou que gostaria de contar com Fred em outras funções no Fluminense. Inclusive, Fernando Diniz afirmou que ele fará falta. E o colocou como o maior ídolo da história da equipe carioca.

Fred é um ser muito diferente, talvez seja o maior ídolo da história do Fluminense. O Fred de hoje é o melhor desde que eu o conheço, desde 2004. Pessoa extremamente generosa, feliz com a vida, com o que fez na carreira como jogador e que consegue ajudar a todos. Ele fará falta, mas não sei as condições para ele continuar aqui conosco. Espero que ele continue de alguma forma conosco”.

Posteriormente, completou listando as funções que o centroavante pode exercer após a aposentadoria:

Diferentemente de mim, eu só presto para ser técnico, Fred vai poder escolher. Eu não sei, ele pode se encaixar em qualquer lugar. Ele tem experiência como jogador, trabalhou com diversos treinadores, tem experiência internacional, tem carisma, liderança. Ao mesmo tempo, ele é extremamente simpático, comercial, se for para uma vida de empresário, vai se dar bem. Se for dirigente, pode se dar bem. Ele tem um leque e é muito mais afortunado do que eu”.

Cabeça de Fred antes da aposentadoria

Por fim, Diniz falou sobre como está a cabeça de Fred antes de seu último jogo como profissional. Assim sendo, o técnico afirmou que, dentro do possível, está boa. Ao passo que também reforçou que não é fácil quando um atleta para de jogar.

Parar de jogar futebol nunca é fácil, ainda mais para um cara que tem a história que ele tem e que gosta de estar no campo, de fazer gol. Vocês sabem que ele gosta do torcedor, gosta da casa cheia, é carismático, é um astro do futebol. Para esse tipo de jogador, é até difícil parar. Pelas circunstâncias, ele está até com a cabeça boa” encerrou Fernando Diniz.

Foto destaque: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: