Roger Machado analisa vitória do Grêmio e critica Imprensa

Compartilhe com seus amigos:

Roger Machado analisa vitória do Grêmio e critica Imprensa

Neste sábado (23), o Grêmio ganhou mais um jogo em casa pela Série B. Dessa vez, a “vítima” foi a Ponte Preta, com um placar de 2 x 1, com direito a golaço de Diego Souza e gol de Campaz, ambos ainda no início da partida. Dessa forma, o técnico Roger Machado avaliou a atuação da equipe e o que foi o duelo na Arena. Assim, ele elogiou o primeiro tempo do Tricolor, mas admitiu que a equipe acabou recuando na segunda etapa. Por fim, o treinador gremista aproveitou para criticar a Imprensa depois de ser vaiado ao entrar no campo antes do confronto começar.

Roger Machado faz análise do jogo do Grêmio

O técnico Roger Machado deu sua visão de como foi o jogo do Grêmio, depois da vitória por 2 x 1 sobre a Ponte Preta neste sábado (23). A saber, o Tricolor Gaúcho dominou a primeira parte do jogo, construindo sua vitória ainda nos primeiros 20 minutos com um golaço de Diego Souza aos 10′, e o complemento de Campaz aos 23′. Mas no segundo tempo, o Imortal acabou sendo amassado pela Macaca. A saber, o time paulista fez as melhores chances, e marcou seu gol de desconto em uma jogada aérea. Porém, o treinador admitiu essa queda de ritmo.

“Acho que foi um jogo bastante dominado pela gente no primeiro tempo. No segundo a mudança do sistema da Ponte fez com que a gente andasse um pouco pra trás. Tomamos gol na bola aérea, nosso jogador da primeira trave andou um pouco para frente e desprotegeu o centro do gol. Mas acho que no geral foi um bom jogo”, analisou Roger.

Aliás, o gol de Wallisson Luiz de cabeça escancarou um problema do time de Roger Machado. A saber, o Grêmio tem a melhor defesa da Série B, com apenas sete gols tomados em 20 jogos. Mas destes sete, cinco foram de cabeça.

Críticas à Imprensa

Por fim, Roger Machado aproveitou a coletiva para fazer uma crítica à Imprensa. De acordo com o técnico gremista, as vaias dos mais de 43 mil torcedores na Arena foram culpa de opiniões expostas por profissionais de comunicação. A saber, o técnico disse que houve deslealdade por conta de jornalistas após a não escalação de Lucas Leiva como titular nessa partida.

“Se estivéssemos aqui falando depois de um resultado negativo, a convicção vai ser entendida como teimosia. De alguma forma, teve deslealdade no processo pré-jogo“, disparou Roger.

A saber, os 43 mil gremistas foram à Arena para acompanhar o time diante da Ponte Preta. Mas a reestreia de Lucas Leiva era um grande atrativo, que levou a torcida às arquibancadas azuis. No entanto, o treinador colocou o volante apenas no minuto 14 do segundo tempo. Mas segundo Roger, as vaias da torcida foram construção do pré-jogo.

“O que vimos hoje, quando entrei em campo ser vaiado, quando anunciaram meu nome ser vaiado, não tenho dúvida que foi a construção do ambiente externo. Alguns atuam com opiniões pesadas, mas faz parte do processo, 30 anos que convivo com vocês, sempre com muito respeito, alguns momentos me sinto respeitado por alguns”, completou Roger Machado.

Foto destaque: Divulgação / Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: