Zaga do Vasco é ponto forte do time na temporada 2022

Compartilhe com seus amigos:

Zaga do Vasco é ponto forte do time na temporada 2022

Com mais uma vitória dentro da Série B, o cruzmaltino passou o 12º jogo sem sofrer gols no torneio. Decerto, a zaga do Vasco é o ponto forte em 2022, algo completamente contrário do time em 2021. Com somente sete gols contra em 17 rodadas do campeonato, o movimento defensivo caiu no gosto dos torcedores, que aprenderam a respeitar a forma do time jogar.

Primeiramente, os méritos de uma defesa forte vão para o ex-treinador Zé Ricardo. Decerto, na frente da equipe por 6 meses, o técnico deu o aval, junto do gerente de futebol, Carlos Brazil, para as contratações dos jogadores atuais. Além disso, montou o estilo de jogo atual, priorizando a marcação forte, usando inclusive os atacantes pelo lado para dar combates.

Em suma, nominalmente, o goleiro Thiago Rodrigues e a dupla de zaga, Quintero e Anderson Conceição, são os favoritos da torcida. Na vitória sobre o Criciúma, por exemplo, os três foram os melhores do 11 titular, com a dupla de zagueiros cortando mais de 20 tentativas de ataque do rival, seja pelo alto ou passes rasteiros.

O treinador Maurício Souza elogiou a zaga do Vasco e fez questão de dar moral para quem esteve em campo, garantindo ser fundamental cada participação individual na vitória:

“Acho que a única que passou por eles, o Thiago estava lá. O Thiago é um goleiro que vem se mostrando durante os jogos que quando precisa, ele está lá. O comprometimento do Anderson e do Quintero, principalmente nas bolas aéreas, que ganharam quase todas, o comprometimento da equipe para ganhar a segunda bola. A equipe sentiu que tinha que ser dessa forma. Ganhando a primeira bola, ganhando a segunda. Tivemos chances de sair no contra-ataque, de matar o jogo, mas não conseguimos. O que valeu foi a entrega, a segurança que esses dois jogadores trazem. Muito feliz com o que apresentaram hoje”.

Mesmo com o desfalque do titular Edimar, dono da lateral-esquerda, o time conseguiu segurar a pressão da partida. Com as entradas de Riquelme e Erick, no lugar de Pec, o time segurou a onda e mais uma vez, não levou gols:

“Sempre fazem falta, porque são jogadores importantes, com representatividade no elenco. Mas eu sempre procuro valorizar a presença do que lamentar a ausência. Os jogadores que entraram, foram muito bem. Claro que ainda não têm uma rotina de 90 minutos. O Riquelme, que fazia uma boa partida, pediu para sair. O Erick foi no limite dele, a gente sabia que ele poderia não aguentar, e ele se superou. Então eu costumo a falar que a gente precisa valorizar quem está aqui. O grupo é forte, muito fechado. Acho que foi isso que trouxe a vitória para a gente hoje”.

Vasco volta a campo no próximo sábado (16), ainda fora de casa, contra o Sampaio Côrrea. Decerto, o jogo vale em rodada de número 18 da Série B. Em suma, com 34 pontos, o Gigante está no 2º lugar da tabela, há nove pontos de diferença do primeiro time fora do G4. Além de quatro pontos atrás do líder, Cruzeiro.

Foto destaque: Reprodução/CRVG

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: