Cristian Pavón fala sobre sua adaptação no Atlético-MG

Compartilhe com seus amigos:

Cristian Pavón fala sobre sua adaptação no Atlético-MG

Antes de tudo, um dos reforços do Atlético-MG para a temporada, Cristian Pavón foi titular pela segunda vez seguida pelo time. Em suma, foi na última rodada do Brasileirão que o jogador atuou até os 30 minutos da 2ª etapa, na vitória contra o Coritiba, fora de casa, por 1 x 0.  Antes desta partida, ele jogou contra o Athletico-PR, na derrota por 3 x 2 em casa.

Dessa forma, o atleta comentou sobre sua adaptação no time mineiro e como foi a recepção pelos companheiros. A saber, Pavón estava envolvido na confusão entre o Galo e o Boca Junior na edição anterior da Libertadores, onde na época, Cristian estava no Boca. Confira o que  atleta disse.

No primeiro dia que cheguei ao Atlético, a verdade é que meus companheiros me fizeram sentir cômodo. Um pouco de piada teve, não vou mentir (risos). Brincaram sobre a partida. Mas não passa nada. Hoje em dia, me sinto mais confiante dentro do grupo

A respeito desta confusão na época de Boca, Pavón recebeu uma suspensão de seis partidas pela Conmebol. Dessa forma, quando o time argentino viu que o atleta estava por negociar sua ída para o time mineiro, optou por não relacionar o atleta para competições. Sendo assim, ele não pôde cumprir com os jogos de suspensão e consequentemente, não defendeu o Galo nesta edição. Sobre isso, veja o que Cristian Pavón disse.

Não me quiseram na Libertadores, foi um momento de contrato, de não querer… Não sei o que posso te dizer. Foi um momento de choques. Não tinha o que fazer. Mas me senti muito mal, como falei na minha primeira coletiva de imprensa. A verdade é que me senti mal por não estar também. Fiquei fora da equipe contra o Palmeiras

Turco Mohamed fala para ESPN Argentina sobre sua saída do Atlético-MG

O ex-treinador do Altético-MG, Antonio Mohamed, concedeu entrevista para a ESPN Argentina e comentou a respeito de sua saída do time mineiro. Para o argentino, as redes sociais foram o motivo de sua demissão do time, além da vontade da torcida em ter o técnico Cuca novamente no comando do Galo. Confira.

É um clube de primeiro nível, como os mexicanos e os europeus. Respeito a decisão, mas vejo que tudo foi muito gerado pelas redes sociais, porque queriam outro técnico, queriam a volta do Cuca. Sempre que tínhamos um mau resultado, a culpa era nossa (comissão) e nunca se analisa o rendimento dos jogadores

O argentino também comentou que a escolha por Cuca, seria devido a um possível melhor desemepenho. Especificamente, nas partidas contra o Palmeiras, pela Libertadores. E também que o ambiente ficou mais difícil após a eliminação para o Flamengo pela Copa do Brasil.

Foi tudo muito rápido. Chegamos em 13 de janeiro e em 18 já estávamos jogando. Estávamos indo bem, mas nas últimas três partidas fomos muito mal, por vários motivos. Escolheram o Cuca porque viam que ele poderia se sair melhor contra o Palmeiras, pela grande disputa entre os dois (Campeonato Brasileiro e Libertadores); as vezes as decisões dão certo, mas não neste caso. Depois que fomos eliminados pelo Flamengo (Copa do Brasil, que nos atropelou, o clima ficou hostil

Antonio Mohamed chegou ao Atlético-MG em janeiro deste ano. Comandou o time em 45 partidas, tendo 28 vitórias, 12 empates e cinco derrotas. Ele ainda conquistou o troféu da Supercopa do Brasil, diante do Flamengo.

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time:

  • Ranking Casa de Apostas

    Betfair

    Classificação

    Bet365

    Classificação

    Betano

    Classificação

    1.

    bet365.com

    5.0/5

    2.

    betfair.com

    4.9/5

    3.

    betano.com

    4.8/5

    4.

    1xbet.com

    4.7/5

    5.

    betway.com

    4.6/5

    6.

    bodog.com

    4.5/5