Grêmio recebe punição por briga entre torcedores na Arena

Compartilhe com seus amigos:

Grêmio recebe punição por briga entre torcedores na Arena

Nesta terça-feira (20), o Grêmio foi julgado pelo STJD e recebeu sua punição pela briga entre torcedores na Arena. A saber, o fato ocorreu no dia 21 de agosto durante o empate por 2 x 2 com o Cruzeiro. Assim, a entidade decidiu que o Tricolor Gaúcho terá que perder mando de campo e ainda pagar uma multa de R$100 mil. O clube irá recorrer da decisão, e pedirá o efeito suspensivo para tentar atuar o restante da Série B no seu estádio.

Detalhes da punição dada pelo STJD ao Grêmio por briga entre torcedores na Arena

A princípio está decidido pelo STJD que o Grêmio recebe a punição capital pela briga generalizada entre torcedores na Arena. A saber, o que o Tricolor Gaúcho mais temia aconteceu: terá que perder mandos de campo. Assim, o Imortal vai atuar a pelo menos 100 km de Porto Alegre em três partidas. Nesse cenário, o time não poderá mais atuar na Arena do Grêmio em 2022, já que faltam exatamente três partidas em casa nesta reta final de Série B. Mas o clube promete que vai recorrer da decisão.

Neste caso, se permanecer a punição de perda de mando de campo com restrição de 100 km de Porto Alegre, a maior probabilidade é que o Grêmio vá jogar no Estádio Centenário em Caxias do Sul. A saber, ele fica a 126 km e o Tricolor já usou a instalação em outras oportunidades. O estádio caxiense comporta cerca de 22 mil torcedores, e está parado desde que o Caxias foi eliminado da Série D. Lá o Grêmio deverá enfrentar CSABahiaBrusque.

Além disso tudo, o Grêmio ainda terá que pagar uma multa no valor de R$100 mil. O presidente Romildo Bolzan comentou que não esperava esse veredito.

Torcidas organizadas punidas

Um dia após a confusão na Arena, a justiça gaúcha já sentenciou os envolvidos. A saber, as torcidas organizadas envolvidas na pancadaria no último domingo (21) terão que ficar distantes dos estádios por 90 dias. A saber, são elas: Geral do Grêmio, Rasta, Garra Tricolor e Torcida Jovem. Em suma, elas pelearam entre si no setor da avalanche, atrás do gol do goleiro Brenno, ainda no primeiro tempo. Nenhum adereço das TOs poderão entrar na Arena neste período.

Aliás, o árbitro Bráulio da Silva Machado teve que paralisar o jogo duas vezes na etapa inicial por conta das brigas. Assim, todos os eventos testemunhados pela equipe de arbitragem foram registrados na súmula da partida, e o Grêmio poderá receber punições do STJD também nos próximos dias.

O setor norte (da avalanche), aquele que não tem as cadeiras, atrás de um dos gols, não poderá receber nenhum torcedor durante os 90 dias de punição das torcidas organizadas. A saber, este local do estádio é o principal lugar onde ficam essas organizações, e deve fechar por uma questão de segurança. O setor reabriu no mês de junho após ficar fechado um bom tempo por causa da invasão que culminou na destruição da cabine do VAR em derrota do Grêmio para o Palmeiras.

Foto destaque: Divulgação / João Victor Teixeira

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: