Justiça gaúcha suspende organizadas do Grêmio após briga

Compartilhe com seus amigos:

Justiça gaúcha suspende organizadas do Grêmio após briga

A Justiça do Rio Grande do Sul decidiu suspender quatro torcidas organizadas do Grêmio após confusão na Arena. Em resumo, as brigas ocorreram durante a partida contra o Cruzeiro no último domingo (21), e tiram as organizações dos estários por 90 dias. Além disso, o setor do estádio onde elas ficam também não poderá receber público neste período.

Ainda não se sabe qual foi o estopim da confusão, que aconteceu no setor da avalanche atrás do gol de Brenno. No entanto, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, confirmou que dois torcedores foram presos. Além disso, outros dois estão proibidos de frequentar qualquer estádio, e outras pessoas foram liberadas.

Torcidas organizadas punidas

Um dia após a confusão na Arena, a justiça gaúcha já sentenciou os envolvidos. A saber, as torcidas organizadas envolvidas na pancadaria no último domingo (21) terão que ficar distantes dos estádios por 90 dias. A saber, são elas: Geral do Grêmio, Rasta, Garra Tricolor e Torcida Jovem. Em suma, elas pelearam entre si no setor da avalanche, atrás do gol do goleiro Brenno, ainda no primeiro tempo. Nenhum adereço das TOs poderão entrar na Arena neste período.

Aliás, o árbitro Bráulio da Silva Machado teve que paralisar o jogo duas vezes na etapa inicial por conta das brigas. Assim, todos os eventos testemunhados pela equipe de arbitragem foram registrados na súmula da partida, e o Grêmio poderá receber punições do STJD também nos próximos dias.

O setor norte (da avalanche), aquele que não tem as cadeiras, atrás de um dos gols, não poderá receber nenhum torcedor durante os 90 dias de punição das torcidas organizadas. A saber, este local do estádio é o principal lugar onde ficam essas organizações, e deve fechar por uma questão de segurança. O setor reabriu no mês de junho após ficar fechado um bom tempo por causa da invasão que culminou na destruição da cabine do VAR em derrota do Grêmio para o Palmeiras.

Atuação da polícia na hora da confusão

Aos 27′ de jogo, o árbitro Bráulio da Silva Machado interrompeu o duelo. O Grêmio perdia para o Cruzeiro por 1 x 0 a esta altura. Embora não haja nenhuma evidência de causa e efeito entre a confusão e a derrota gremista, foi nesta hora que a porradaria começou. Mas a polícia logo chegou e dispersou os envolvidos.

Porém, aos 36′ a situação ficou mais séria. A polícia deu as costas, e os torcedores organizados voltaram a brigar. Mas desta vez dava para ver claramente homens com pedaços de madeira e muita troca de socos. Assim, pessoas inocentes começaram a pular do setor do estádio na tentativa de fugir.

O resultado disto é que 12 pessoas foram dirigidas a um posto avançado da PM-RS para prestar depoimento. Assim, oito dessas pessoas assinaram um termo circunstanciado por participação “passiva” na confusão. Enquanto que dois foram presos, de acordo com o presidente do Grêmio Romildo Bolzan.

Outros dois torcedores, que foram identificados, estão proibidos de frequentar qualquer estádio. A saber, eles terão que se apresentar à delegacia no horário dos jogos do Grêmio, e esperar até que a partida acabe. Ainda não há informações de quanto tempo essa punição continua vigente aos ditos torcedores gremistas.

Foto destaque: Divulgação / João Victor Teixeira / Ge

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time:

  • Ranking Casa de Apostas

    Betfair

    Classificação

    Bet365

    Classificação

    Betano

    Classificação

    1.

    bet365.com

    5.0/5

    2.

    betfair.com

    4.9/5

    3.

    betano.com

    4.8/5

    4.

    1xbet.com

    4.7/5

    5.

    betway.com

    4.6/5

    6.

    bodog.com

    4.5/5