Ceni se encanta com torcida do São Paulo em BH

Compartilhe com seus amigos:

Ceni se encanta com torcida do São Paulo em BH

O São Paulo contou com sua torcida, que esgotou todos os ingressos para a partida de volta da Copa do Brasil, diante o América-MG, para conseguir a classificação para a próxima fase da competição nacional. Como resultado, o time comandado por Rogério Ceni segurou o empate em 2 a 2 e garantiu vaga nas semifinais. Logo depois da partida, o ex-goleiro elogiou os torcedores.

– Acho que é motivo de orgulho o time estar em duas semifinais, e a presença da torcida aqui acho que tinha mais, porque ouvi mais a torcida do São Paulo do que a do América, que é bonita também. Sabemos que a torcida é nosso combustível, faz festa no Morumbi e hoje foi fundamental, e hoje quando mais precisávamos, no final, não pararam de cantar um minuto. Acho que ele estão orgulhosos. Por um período muito triste por tudo que foi feito, eles veem jogadores com paixão. A torcida viu um time colocar o São Paulo na final do Paulistão, semifinal da Copa do Brasil e Sul-Americana.

Apoio da torcida

Em seguida, alinhado com o apoio dos torcedores, Ceni valorizou a luta que seu elenco tem tido nas competições de mata-mata. Além disso, para o comandante, o clube estar em duas semifinais mesmo em um dos piores momentos financeiros, é motivo de orgulho.

– O São Paulo é um time que não se entrega, luta até o final. É um time que aprendeu. Às vezes falam que o zagueiro tem que jogar, e o atacante marcar. O zagueiro tem que defender e jogar. O atacante fazer gol e ter seu papel na marcação. Eu não conheço o futebol de outro jeito. Esses caras, dentro das dificuldades.

– Tinha gente na terceira rodada do Paulistão falando que não ia dar certo. O São Paulo está numa situação muito difícil e esses jogadores estão ajudando muito o São Paulo. Uma pena não ganhar o Paulista, mas ver o São Paulo em duas semifinais em um período de colapso financeiro é motivo de orgulho – completou o comandante são-paulino.

Por fim, Ceni destacou que a expectativa de ser campeão pelo São Paulo tem sido um combustível para a comissão técnica e jogadores. Dessa maneira, casa classificação vai gerando boas sensações, além de valorizar as campanhas em que o Tricolor Paulista tem feito na Copa do Brasil e Copa Sul-Americana.

– A eliminação às vezes pesa demais num trabalho futuro. A cada classificação gera motivação para o próximo jogo, gera expectativa de campeão. Não há nada melhor para um jogador do que a motivação. Já enfrentamos Palmeiras, América-MG… Todos times de Série A. Na Sul-Americana, jogos duros também. O fato de gerar a expectativa de ser campeão é o melhor combustível. Acho que isso é o principal, mentalidade de ser campeão. Por mais dificuldades que tenha, a gente ainda está vivo em todas as competições.

Expulsão de Miranda

Logo depois, na segunda etapa, a arbitragem no campo, decidiu que o zagueiro Miranda merecia o segundo cartão amarelo e consequentemente, a expulsão, por falta em Everaldo. Com isso, o time de Ceni teve que ficar com um a menos por mais de 30 minutos. O treinador minimizou o lance.

– Não vejo que foi um jogador que colocaria algo por água abaixo. Eu não vi de onde eu estava se ele tocou no jogador. O que mais destaco são os outros que estavam em campo. Abaixar as linhas com um a menos é natural. A gente tentou se manter em campo, só que começou a dobrar os lados e passamos a jogar no 4-4-1, e o Calleri estava pendurado e era um risco. O Nikão sustenta bem daquele lado. Mudamos para deixar um time mais experiente. Acho que fizemos o que era possível ser feito, mas confesso que nos primeiros 30 minutos de jogo pensei que se apresentaria um jogo melhor no final. Em determinado momento paramos de jogar, mandamos bola pelo alto e saímos pressionado.

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: