Botafogo negocia com três fornecedoras de material esportivo

Compartilhe com seus amigos:

Botafogo neogica com três fornecedoras de material esportivo

O Botafogo está procurando uma fornecedora de material esportivo para 2023. Assim, após um processo seletivo feito pelo acionista do clube, John Textor, chegou-se ao nome de três fornecedoras. Contudo, o nome destas três empresas é mantido em sigilo. Apesar do prazo para estrear o novo uniforme ser curto, o Botafogo não trata o assunto com urgência.

Vale lembrar que o processo de seleção das empresas de material esportivo foi conduzido pelos mesmos profissionais que decidiram pela troca de material esportivo do Crystal Palace. Que é um clube também comandado por John Textor. Ao fim do processo seletivo no clube inglês, eles decidiram pela troca da Puma pela italiana Macron.

Foco das negociações no Botafogo

Em suma, os valores financeiros não são o único foco da equipe do Botafogo. Assim, o clube também busca uma valorização da marca Botafogo pelo mundo. Ou seja, o clube carioca preza pela distribuição global. Além disso, o Botafogo também busca flexibilidade no design das peças.

Inclusive, a distribuição global foi a principal justificativa para John Textor romper o contrato com a Volt. A saber, era esta empresa que estava em acordo com o Botafogo para produzir os uniformes de 2022 para o clube. Contudo, isso foi antes da chegada de John Textor. Ao chegar, o norte americano rompeu o contrato com a Volt e outras empresas que estampavam a camisa do clube alvinegro.

Temas como tempo de produção e entrega do material também entrarão em cheque pela equipe que comanda as negociações. Já que o prazo está cada vez mais apertado, a medida que o tempo passa e 2023 está mais próximo. Vale lembrar que empresas como Nike, Adidas e Umbro levam cerca de seis a oito meses após a aprovação do uniforme para produzi-lo.

Enquanto o acordo com a nova fornecedora não sai, o Botafogo veste uniforme de fabricação própria, que não estão a venda para a torcida. Para estes, lançou-se coleções alternativas, como a “Linha Street“, anunciada na última sexta-feira (24). Além disso, tem a linha Retrô, que faz uma homenagem aos uniformes de 1942, 1965 e 1995, e uma homenagem para Nilton Santos.

Foto Destaque: Divulgação/Vitor Silva/BFR

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: