Cássio faz alerta após agressão em partida contra o Santos: “falta pouco para uma tragédia”

Compartilhe com seus amigos:

Cássio faz alerta após agressão em partida contra o Santos: "falta pouco para uma tragédia"

Agredido por um torcedor do Santos após a classificação do Corinthians para as quartas de final da Copa do Brasil, o goleiro Cássio pediu providências as autoridades para que os atletas tenham segurança no estádio e disse que se isso não acontecer o mais rápido possível, o futebol brasileiro se aproxima de uma tragédia.

Leia também:
+ Lucas Piton tem fratura descartada
+ Leandro Castan, ex-Corinthians, anuncia aposentadoria aos 35 anos

Ídolo e capitão da equipe, o camisa 12 mostrou muito respeito pelo Santos, mas pediu que os órgãos responsáveis olhem com cuidado para os fatos extra e dentro do campo, em entrevista à TV Bandeirantes.

“Não podemos generalizar. Não foi toda a torcida do Santos que fez, mas não pode mais acontecer. Não sabemos qual será o próximo passo. A gente brinca, mas pode acontecer uma tragédia muito grave. Estamos quase chegando lá por tudo o que tem acontecido. Não é porque foi com o Cássio , poderia ser qualquer jogador. Infelizmente foi com o Santos, poderia ser outra equipe também. Você quer xingar na arquibancada, está no seu direito. Mas invadir o campo para tentar agredir, na minha visão covardemente e pelas costas, passa dos limites”, disse o goleiro.

“Tem que tomar providências, o Santos tem que tomar providência. Falta pouco para acontecer uma tragédia. A gente está duvidando que isso possa acontecer”, completou.

Na mesma entrevista, Cássio agradeceu o apoio de Marcos Leonardo, que tentou defendê-lo da agressão, e a outros jogadores da equipe da Baixada Santista.

“Quero agradecer os meninos do Santos pelo posicionamento e carinho. Tenho muito respeito pelo Santos, tem muita gente que conheço lá, pessoas trabalhadoras. A unanimidade não concorda com que aconteceu. É difícil, a família vendo isso, ninguém quer passar. Que a CBF veja e decida o que fazer, mas tem que tomar cuidado. Em 2022 está acontecendo situações como essa. Você estar jogando e ficar com medo de uma bombinha pegar em você, já que está de costas. Falo pelo futebol, não pode mais acontecer, já deu”, finalizou o goleiro.

Pela invasão e agressão, o Santos pode receber uma multa alta e perder o mando de campo por até 10 partidas. Dos agressores, oito foram detidos após a partida, passaram por audiência na Vila Belmiro e foram liberados em seguida. Ainda assim, eles podem pegar até dois anos de prisão.

+ Corinthians acerta compra de Giovane

Corinthians e Capivariano se acertaram pela transferência definitiva do atacante Giovane, de 18 anos, que está emprestado ao clube do Parque São Jorge.

O Timão, para ficar com 65% dos direitos econômicos, terá que desembolsar R$ 3 milhões, de forma parcelada, a equipe do interior paulista. O novo contrato de Giovane com o Corinthians será de três temporadas. Já o restante da porcentagem do atleta, ficará com o Capivariano (35%).

O Corinthians já havia pago R$ 500 mil adiantados. No entanto, no próximo dia 22, pagará o restante, que é de R$ 2,5 milhões. Sendo assim, tendência é que no dia 25, o novo vínculo de Giovane seja registrado no BID da CBF.

Destaque do sub-20 no ano passado, Giovane estreou pela equipe profissional em abril e já participou de sete jogos. Contudo, ainda não marcou com as cores alvinegras.

Foto destaque: Divulgação / Fernanda Luz / AGIF

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: