Fábio Santos quer ficar no Corinthians: “não me vejo jogando em outro clube”

Compartilhe com seus amigos:

Fábio Santos quer ficar no Corinthians: "não me vejo jogando em outro clube"

Aos 36 anos, o lateral-esquerdo Fábio Santos vive ano de grandes atuações no Corinthians e, nesse sentido, de enorme participação no time de Vítor Pereira.

Leia também:
+ Vítor Pereira elogia Corinthians após vitória sobre o Flamengo: “está criando casca na hora certa”
+ Corinthians espera chegada de Balbuena nesta semana

Com contrato até 31 de dezembro, ele admite que pensa em renovar por mais um ano, o que esticaria sua carreira por outra temporada, mas deixa tudo nas mãos da diretoria.

O jogador afirmou, ainda assim, que existem apenas duas opções: renova o seu contrato e segue no Corinthians ou anuncia a sua aposentadoria no fim do ano.

“Tenho vivido jogo a jogo, tenho contrato até o final do ano e deixei claro que não quero atrapalhar o Corinthians em momento algum. Se a diretoria ver que posso ajudar ainda em campo… Eu me sinto bem, tenho procurado ajudar, desde que o Vítor Pereira chegou fiquei fora de dois jogos e depois estive à disposição jogando ou no banco. Vamos ver, me sinto bem para quem sabe jogar mais um ano. O que a diretoria decidir eu vou estar de total acordo”, disse o camisa 26.

Por fim, Fábio disse que não há nenhuma chance de ele atuar por outro time antes do fim da carreira.

“Não me vejo jogando por outro time. Se eu jogar mais um ano, será no Corinthians. Vai ser aqui que vou terminar minha carreira. Hoje me enxergo ajudando dentro de campo, de repente com mais um ano de contrato, mas tudo é na base da conversa, vamos ver o que eles pensam”, ressaltou.

Fábio Santos comemora seu gol durante partida contra o Goiás - Foto destaque: Divulgação / Ettore Chiereguini / AGIF
Fábio Santos comemora seu gol durante partida contra o Goiás – Foto destaque: Divulgação / Ettore Chiereguini / AGIF

+ Vítor Pereira elogia elenco do Corinthians

 

Expulso ainda no 1º tempo na vitória do Corinthians por 1 x 0 sobre o Flamengo, na Neo Química Arena, neste domingo (10), Vítor Pereira elogiou seus jogadores após o jogo.

“O time está criando casca na hora certa. Com o tempo, começamos a perceber que para estar nas três frentes e para da resposta a dois jogos difíceis, como na Bombonera e aqui contra o Flamengo, teria que ter um pouquinho de maturidade tática. Não dá para pressionar sempre, jogar sempre no campo aberto, do ponto de vista físico não estamos com essa disponibilidade. A equipe adquiriu essa maturidade tática quando não tem bola”, disse.

O Timão iniciou o jogo com cinco defensores. No 2º tempo, voltou com linha de quatro. No entanto, as entradas de Bruno Melo e Bruno Méndez retornaram o time para o padrão inicial.

“O sistema defensivo é no sentido de dar uma resposta a um período de grande dificuldade que passamos. Tínhamos vários lesionados, na Argentina perdemos o Mantuan, o João Victor foi embora, hoje o Piton saiu com suspeita de fissura ou fratura no dedo do pé, espero bem que não. É no sentido de dar uma resposta à sequência de jogos muito grande, com grau de dificuldade grande, para controlar o jogo. Fizemos 1 a 0 e controlamos o jogo. Custava ter soluções para continuar pressionar alto. Mas não era possível. Quando não é, é defender bem, contra-atacar e garantir os três pontos”, respondeu.

Foto destaque: Reprodução / Corinthians

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: