Paulo Pezzolano ficou irritado com arbitragem em jogo contra CSA

Compartilhe com seus amigos:

Paulo Pezzolano ficou irritado com arbitragem em jogo contra CSA

Na quarta-feira (20), o Cruzeiro se viu em uma situação bem desagradável. Vencendo a partida no intervalo, o cabuloso abriu o placar com o gol de Henrique aos 14’ da primeira etapa. Contudo, no momento em que o time do CSA marcar o primeiro gol com Lucas Rabelo, o técnico do Cruzeiro reclamou muito de um suposto pênalti sofrido momentos antes do empate.

Paulo Pezzolano tem tido problemas com a arbitragem a algumas partidas, sejam discutindo ou até mesmo sendo expulso em outras ocasiões. Dessa forma, se pronunciou após a partida dizendo que atos como este não acontecerão novamente e que o time precisa dele em campo.

Banner Bônus Bet365

“Não vai voltar a acontecer, prometi aos jogadores, que é o mais importante. Eles e o Cruzeiro necessitam de mim dentro de campo” – disse o técnico da Raposa

Técnicos terem problemas com decisões dos árbitros é algo recorrente não só no Brasil, mas no mundo também. Este tipo de situação acontece principalmente em momentos que a arbitragem favorece ao time adversário e não agrada o time que sofreu com a decisão.

Exemplos recentes de atritos envolvendo arbitragem de jogos

Um dos exemplos mais recentes do futebol brasileiro foi o atrito entre o atacante do Atlético Mineiro Hulk e o árbitro Anderson Daronco. Após a partida os dois trocaram farpas, com depoimentos que chocaram os jornalistas e torcedores ao redor do país.

– Quando estava acabando o jogo ele falou assim: “cuidado com o que você vai falar lá fora”. Eu falei “por que?”, e ele respondeu “porque não é o último jogo que eu vou apitar de vocês”. Isso é uma ameaça ou não? Eu não sei. Diante dos meus quatro filhos, foi a conversa que eu tive com ele ali. – disse Hulk.

Daronco não se pronunciou, e quando convidado para comentar sobre o ocorrido disse que não tinha nenhum comentário a fazer sobre o episódio.

A situação ainda não foi esclarecida, mas pode ter mais capítulos com árbitros aceitando cada vez menos agressões verbais, sejam de jogadores ou das respectivas comissões técnicas em campo.

Depoimento do árbitro mostra outro lado da conversa de Paulo Pezzolano

O técnico Flávio Rodrigues de Souza foi o responsável por arbitrar a partida entre CSA x Cruzeiro na quarta-feira (20). Após o episódio da partida, um depoimento foi ao ar com as próprias palavras de Flávio. A saber, citou os nomes que foi chamado por Paulo Pezzolano e deu mais detalhes sobre o ocorrido.

Além disso, Flávio, da Federação Paulista, relatou, em súmula, que Pezzolano o proferiu xingamentos após a decisão tomada por expulsá-lo. A autoridade da partida contou ainda, que o uruguaio teve que ser contido por seu auxiliar.

Após receber um cartão amarelo por reclamar ostensivamente solicitando a intervenção do VAR, o mesmo (Paulo Pezzolano) me segurou pelo braço de forma desrespeitosa. Ato contínuo, apliquei o segundo cartão amarelo ao referido treinador que me segurou pelo colarinho da camisa dizendo as seguintes palavras: “seu cagão, seu m&$%@, filho da p*$#, vamos resolver depois do jogo”. Informo ainda que durante todo este protesto o treinador precisou ser contido pelo seu auxiliar técnico. Por fim, concluo que me senti ofendido e desrespeitado por essa ação.

Foto destaque: Divulgação/ Cruzeiro

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time:

Banner Bônus Bet365