Roger Machado culpa expulsão por empate do Grêmio

Compartilhe com seus amigos:

Roger Machado culpa expulsão por empate do Grêmio

Nesta terça-feira (26), o Grêmio empatou em 0 x 0 com a Chapecoense fora de casa, em uma partida de pouca inspiração do Tricolor. A saber, o time foi à Arena Condá e só deu cinco chutes a gol, sendo amassado pelos donos da casa que brigam para não cair.

Dessa forma, o técnico Roger Machado falou sobre a partida após seu término, e colocou a culpa do empate na expulsão do volante Bitello. A saber, o Grêmio ficou com um jogador a menos desde os 31′ do primeiro tempo. Assim, o treinador teve que modificar seu esquema, e viu isso como determinante para o jogo ruim do Imortal.

Roger Machado analisa sua reação em adversidades durante o jogo

Grêmio não teve um jogo nada fácil em Chapecó. Principalmente o técnico Roger Machado, que teve que mexer no time logo aos 25′, quando Ferreira sentiu uma lesão e deu lugar a Guilherme Augusto. Seis minutos depois, Bitello recebeu cartão vermelho, o que obrigou o treinador a colocar Lucas Leiva no lugar de Jaminton Campaz. Assim, o técnico opinou que se ainda tivesse 11 em campo, o Imortal teria chance de vencer.

“A ideia era sustentar no equilíbrio defensivo e quando o adversário começou a fazer as trocas, colocar o time para frente. Também promovi as trocas para vencer no contra-ataque. Não foi possível. Levamos um ponto que é importante, mas penso que pelo que produzimos até quando o Bitello foi expulso, penso que teríamos a chance de vencer com 11, porque vínhamos dominando o jogo”, se defendeu Roger.

Estratégia após o cartão vermelho

Quando perguntado sobre o motivo de o Grêmio ter recuado após a expulsão, Roger Machado destacou que a situação não foi bem assim. De acordo com o técnico, a Chapecoense que empurrou o Tricolor para o seu campo de defesa, em uma atitude tentativa de marcar e vencer em casa.

“Não ficamos atrás, o adversário nos empurrou, é distinto. Com a impossibildiade de manter a bola, é inevitável ser empurrado. A ideia era tirar o time de trás e conseguir sair. É saber se defender bem e levar um ponto pra casa”, continuou Roger Machado.

Em seguida, Roger Machado falou que o Grêmio não conseguiu por em prática sua estratégia de jogar nos contra-ataques. Faltou aos jogadores uma tomada de decisão mais contundente. De acordo com ele, a expulsão foi determinante para o resultado e a atuação ruim.

“Tem que mudar completamente a estratégia, marcar um pouco mais baixo para não dar espaços ao adversário, tentar contra-atacar, talvez alguns momentos as tomadas de decisão tem que ser contundente. A expulsão foi determinante”, finalizou.

Situação do Grêmio

Por outro lado, o Grêmio chega aos seus 37 pontos no Brasileirão Série B. A saber, o time ocupa a 2ª posição, agora oito pontos abaixo do líder Cruzeiro. O Tricolor Gaúcho completa 15 jogos sem perder na competição, sendo a maior série invicta da história do torneio. Mas se preocupa em perder sua vice-liderança ainda nesta rodada para o Vasco, que pega o CRB em São Januário, e tem 35 pontos. Vencendo, os cariocas iriam a 38, ultrapassando os gaúchos. Em suma, no próximo confronto o Imortal viaja até Campinas-SP onde encara o Guarani.

Foto destaque: Divulgação / Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time:

Roger explica Villasanti na zaga
Grêmio
Caian Oliveira

Roger explica Villasanti na zaga

Na noite do último sábado (13), o Grêmio perdeu seu primeiro jogo após 16 rodadas da Série B. A saber, o time perdeu fora de casa para o CRB, no

Leia mais »