Léo Matos garante que Vasco conseguirá o acesso

Compartilhe com seus amigos:

Léo Matos garante que Vasco conseguirá o acesso

O lateral Léo Matos concedeu entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (14) no CT do Vasco e falou sobre a pressão pela vitória contra o Náutico. Decerto, a partida na próxima sexta feira (16) é importante demais para o time, já que se perder, pode sair do G4.

São três vitórias nos últimos 12 jogos. Portanto, se a pressão da torcida é grande, Léo garantiu que internamente, tudo é maior ainda:

“Estávamos em uma situação mais confortável há um mês, diferença chegou a 9 pontos. Mas são coisas que acontecem no futebol. Se a cobrança é grande de fora, internamente é maior ainda. Sabemos que cometemos erros. Nada vem de graça. Temos que lutar.

No início da temporada ninguém falou que será fácil. E não está sendo fácil. Mas vamos conseguir. Essa é uma certeza que temos. Vamos conseguir o acesso. Vamos começar a reverter essa situação a partir de sexta. Queremos mais e sabemos que podermos dar um pouco mais”. 

Decerto, autor do gol de honra do time na derrota para o Grêmio, Léo falou sobre o resultado e o que espera para o futuro da equipe. São apenas nove jogos até o fim da Série B e o lateral garantiu que o time irá subir:

“A gente tem buscado as vitórias fora de casa. Elas não vêm acontecendo. A gente nem pensa em não subir o Vasco. Temos certeza absoluta que vamos subir o Vasco. Queríamos que fosse de uma forma mais fácil, com gordura, e as coisas sob controle. Hoje existe a pressão, mas continua em nossas mãos. São nove finais. Agora é a nossa Copa. Vamos jogo a jogo pelo acesso. Não vai ser um grupo que ficará marcado por não subir o Vasco. Tenho certeza que ficaremos marcado por subir o Vasco para a Primeira Divisão”.

Sem querer entrar em polêmicas, Léo Matos joga a segunda Série B seguida no Vasco e corre risco de não conseguir subir de novo. Perguntado sobre as diferenças do ano passado para este, o lateral preferiu só elogiar quem está no elenco em 2022:

“Falar sobre o ano passado é complicado. Já passou. Prefiro focar no momento. Mas para exemplificar, o ano passado começou com dificuldades. O campeonato acabou em fevereiro, tivemos quatro dias de folga. Trocamos o pneu do carro com o carro andando. Não tivemos tempo de preparação. Se montou um elenco com o que se tinha no mercado. A coisa não deu liga. Nesse ano tivemos tempo com o Carlos Brazil, agora com o Paulo Bracks. As coisas estão se desenvolvendo melhor. O elenco está mais equilibrado, fazendo jogos melhores”.

 

Compartilhe como seus amigos:

Outras publicações de seu time: