Campeonatos: Principais ligas de futebol do mundo para apostar em 2021

Compartilhe como seus amigos:

Logo das ligas de futebol da premier league, la liga, ligue 1, Serie A ( Campeonato Italiano)

Conheça todas as ligas de futebol no mundo

Liga europeia derruba as barreiras geográficas, criando o torcedor do bom futebol

Há algum tempo, os grandes torneios de futebol eram restritos ao país ou continente respectivos, envolvendo apenas torcedores nativos. Com a internet e as transmissões streaming, o cenário mudou. Isto é, as Ligas e campeonatos passaram a ter acompanhamento tanto por torcedores de outras nacionalidades como por fãs do futebol.

banner bet365

Inicialmente, os torneios europeus tomaram a dianteira em publicidade e transmissão online devido ao grande investimento realizado pelas entidades organizadoras do continente no esporte. Mas não foi só isso que atraiu o olhar do público para o velho continente.

Os valores bilionários aplicados em jogadores promissores e outros já consagrados fizeram das Ligas europeias as mais famosas, e as mais acompanhadas pelo resto do mundo. Mas, apesar de atuarem na Europa, os principais jogadores do mundo saíram dos mais diversos países do planeta, o que acabou chamando a atenção dos fãs para essas competições, até então, desconhecidas

Portanto, foram os torneios europeus que inauguraram um novo período para o futebol, derrubando as barreiras geográficas do mundo para o esporte. Paralelo a isso, vieram os games e as telas online que aproximaram, definitivamente, fãs brasileiros de Ligas asiáticas, por exemplo.

Leia também: Bônus para apostar nos casinos online 2021

Dito isso, vamos começar a falar um pouco sobre as Ligas existentes ao redor do mundo e seus principais elementos, iniciando por competições de continentes mais distantes até o mais assistido: o europeu.

1.Campeonatos na África contam com Mohamed Salah

1.1 A Taça das Nações Africanas ou Copa Africana das Nações

Organizado pela Confederação Africana de Futebol (CAF), a competição reúne 24 seleções do continente em uma disputa que costuma trazer para casa jogadores nativos que atuam em clubes da Europa.

Em 2019, estrelas como Mohamed Salah, Hakim Ziyech e Sadio Mané, craques que brilham em times do velho continente e que sempre chamam a atenção dos fãs do futebol, criaram expectativa nos torcedores das seleções e fãs do futebol.

Apesar disso, o meia Ismael Bennacer, jogador do Milan, driblou todos os prognósticos, e se tornou o melhor jogador da competição, levantando a taça para a Argélia, que conquistou seu segundo título na Copa.

Pode-se dizer que a seleção deixou pra trás o maior campeão da história da Copa, o Egito, que tem o recorde de sete títulos, em 31 edições do torneio. Em razão da pandemia, a próxima edição do torneio foi adiada para 2022.

1.2 Liga dos Campeões da África

A competição é anual e reúne clubes de futebol de todo o continente, sendo considerada a competição mais prestigiada no futebol africano. Isso porque, participam do torneio os times mais bem classificados nos campeonatos nacionais do ano anterior.

Além de eleger o melhor clube da África, a Liga indica o representante africano para a Copa do Mundo de Clubes FIFA, o que torna a competição ainda mais disputada.

Em sua 24ª edição, a final, teria como dia para disputa o 29 de maio de 2020 em Camarões. Mas adiou-se pela segunda vez para o dia 27 de novembro de 2020. Esse ano, 61 times participaram da Liga com jogos entre clubes do mesmo grupo. Participam da grande final o Zamalek e o Al-Ahly, ambos os times de origem egípcia.

O torneio teve início em 1964, com o nome de Copa Africana dos Campeões até o ano de 1997, quando passou a se chamar Liga dos Campeões da África. Na época, a CAF mudou o regulamento incluindo um número maior de times.

1.3 Taça das Confederações da CAF

Equivalente à Liga Europa da UEFA e a Copa Sul-Americana, a competição conta com 53 equipes oriundas das 42 associações que entraram no torneio. A Taça é realizada em fases, que acontecem de agosto a novembro, e elimina parte dos participantes ainda na preliminar.

Os que ficam, seguem para a fase de grupos e classificam os 1º e 2º lugares para as quartas, etapa eliminatória. Na sua 17ª edição, o torneio de 2019 teve como campeão o RS Berkane do Marrocos, que conquistou seu primeiro título, sobre o Pirâmides do Egito, em uma partida que aconteceu no Marrocos.

O craque da competição foi o jogador Karim El Berkaoui, que atua no Al- Raed como atacante, e marcou oito gols somente nesse torneio. O vencedor da Copa da Confederação CAF 2019-2020 vai enfrentar o equivalente da Liga dos Campeões CAF 2019-2020, em uma competição chamada Supertaça CAF, edição 2020-2021.

Na última edição daquela que também tem o nome de Super Copa dos Clubes Campeões Africanos, disputaram o título os campeões Zamalek do Egito (vencedor da Liga) e o Espérance, da Tunísia (campeão da Copa das Confederações).

2. Torneio asiático desfalca clubes europeus

2.1 Copa da Ásia ou Copa Asiática

Principal competição de futebol do continente asiático, a Copa é realizada a cada quatro anos desde 1956, e funciona como um grande torneio de seleções, reunindo os clubes classificados após duas rodadas de competições eliminatórias. E assim como em um Mundial, o país-sede se classifica automaticamente.

A Copa da Ásia é sempre ocorre no mês de janeiro, período que coincide com a segunda metade dos torneios europeus. O que isso significa? Nove clubes da Alemanha desfalcados dos seus jogadores asiáticos, sete da Inglaterra e cinco da Rússia e mais alguns dos demais países.

Isso porque, no início, a Copa contava com apenas quatro clubes, mas depois de 2015, esse número subiu para 16, e no torneio de 2019 alcançou 24 seleções. Elas se dividem em seis grupos, cada um com quatro times, que disputam entre si, e tem os primeiros dois colocados classificados para as oitavas de final.

A classificação dos times também é válida para as eliminatórias da Copa do Mundo FIFA, até porque seguem a mesma lógica de disputa por grupos das Eliminatórias para o Mundial. Nessa primeira Copa em novo formato, o Qatar levou vantagem sobre o Japão e se consagrou o campeão de 2019, com um placar de  3 a 1.

2.2 Liga dos Campeões da AFC ou Asiática

A Liga dos Campeões da AFC ou Liga dos Campeões Asiática é um torneio anual de futebol entre clubes, organizado pela Confederação Asiática de Futebol (AFC) para definir o clube campeão do continente.

O torneio é o equivalente à Champions League e a Taça Libertadores da América, e também indica o representante asiático para a Copa do Mundo da FIFA. Dois clubes já ganharam o torneio três vezes: o Pohang Steelers, da Coreia do Sul e a Al Hilal, da Arábia Saúdita.

Outros clubes conquistaram a Liga duas vezes cada um: o Urawa Red Diamonds (Japão), o Al Sadd SC (Qatar), o Swoun Samsung (Coreia do Sul), o Macabi Tel Aviv (Israel), o Thai Farmers Bank (Tailândia), o Esteghal FC (Irã) e o Al lttihad (Arábia Saudita).

2.3 Copa da AFC

Uma espécie de campeonato da repescagem, a Copa da AFC é uma competição anual de futebol internacional organizada pela AFC, cujo objetivo é fortalecer clubes filiados à Associação, e que se enquadrem na categoria “nações em desenvolvimento”.  Ou seja, aquelas equipes que não conseguiram chegar à Liga disputam esse torneio.

As chamadas “nações em desenvolvimento” tem representação dos 14 países melhor colocados nas suas competições regionais. E, apesar de parecer uma competição de nível mais baixo que as demais, o campeonato é mais plural, pois conta com seleções sem muita expressão no continente.

Ainda assim, ele tem menos cotação que a Liga, uma vez que movimenta clubes em ascensão, assim como acontece na Liga da Europa e na Copa Sulamericana. O vencedor da Copa da AFC, ganha uma vaga direta na fase de grupos na Liga dos campeões da AFC. Portanto, as duas competições estão interligadas.

A final da Copa contou com muitas controvérsias que ensejaram, inclusive, a mudança do local da partida por duas vezes. Dentre as razões, estavam a suspeita de bomba no estádio e as ligações do time libanês com a organização paramilitar Hezbollah.

Depois de idas e vindas, a AFC resolveu realizar a partida em Kuala Lumpur, onde o Al-ahed consagrou-se campeão, somando seu sétimo título na Copa, contra o 25 de abril, clube norte-coreano.

O destaque do jogo foi o goleiro Mehdi Khalil que ganhou o prêmio de melhor jogador da Copa da AFC, sendo considerado o goleiro menos vazado com nenhum gol sofrido em 9 das 11 partidas ao longo do torneio.

2.4 AFC Solidarity Cup

A competição é organizada pela Asian Football Confederation (AFC) com o intuito de reunir times de menor tradição do continente. Dessa forma, ficam excluídas seleções que já participam de torneios mais famosos como Japão, Irá, Coreia do Norte e Coreia do Sul.

A competição teve início em 2016 com a participação de nove seleções, entre elas, o Nepal, que conquistou o título da primeira edição, depois de uma vitória por 1 a 0 contra a seleção de Macau. O torneio deveria acontecer novamente em 2020, e continuar com intervalos de quatro anos.

A Copa da Solidariedade é considerada uma reorganização da extinta  competição AFC Challenge Cup, uma competição de futebol asiática que aconteceu de 2006 a 2014 com a mesma proposta, de dar visibilidade a clubes emergentes no futebol.

2.5 EAFF E-1 Footbal Championship

Considerado o Campeonato de futebol da Ásia Oriental, a competição teve a sua primeira edição em 2003, quando seguiu com esse nome até 2010. Depois em 2013, o torneio foi reorganizado pela Federação de Futebol da Ásia Oriental (EAFF) em 2013 e 2015.

Na época, a disputa reunia as quatro melhores equipes da Ásia Oriental e o vencedor se classifica para o Troféus dos Campeões da AFF-EAFF. A última edição foi realizada em 2019, quando a Coreia do Sul venceu o torneio em cima do Japão.

2.6 Copa da SAFF

A SAFF Championship é a maior competição do Sul da Ásia e reúne oito times do território. Em sua última edição, em 2018, a equipe de Maldivas venceu a Índia por 2 a 1, sagrando- se campeã do torneio. Participam da disputa o Afeganistaão, Bangladesh, Butão, Nela, Paquistão, Sri Lanka, além da Índia e do time de Maldivas.

2.7 Southeats Asian Games

Os Jogos do Sudeste Asiático, também conhecidos como Sea Games funcionam com uma espécie de prévia para as Olimpíadas. Ele faz parte de um grupo de cinco competições sub-regionais que classificam para a competição esportiva mundial. Acontece a cada dois anos em eventos multiesportivos, como se fosse uma mini-olimpíada e envolve é 11 países do sudeste asiático.

3.Europa possui a Liga mais vista do mundo

3.1 Eurocopa

Há quem diga que a Eurocopa é um mundial de clubes a parte, pois reúne as maiores seleções do mundo, com exceção de Brasil e Argentina. Por isso, é a competição mais famosa entre todas as outras.

Platini era o maior artilheiro do torneio com 9 gols, até 2016, quando o jogador português se igualou em número de bolas na rede. A diferença é que o craque francês marcou todos os gols em uma única Copa, no ano de 1984, enquanto Cristiano Ronaldo precisou de quatro torneios para alcançar a soma.

Organizada pela UEFA – Union of European Football Association, a competição reúne as principais seleções da Europa e um futebol de alto nível, desde 1960, quando o torneio ainda tinha o nome de Taça das Nações Europeias.

A competição começou pequena com apenas quatro participantes, mas atualmente já conta com 24 seleções, que são selecionados após uma série de jogos estilo mata-a-mata, conhecidos como jogos de qualificação.

Os maiores campeões da Eurocopa são a Alemanha e a Espanha, cada uma com três títulos, e a Espanha, duas vezes vencedora. Outras 7 seleções ganharam o torneio apenas uma vez. É o caso de Portugal, campeã de 2016, com vitória sobre a França e gol de Éder. O maior craque do time foi substituído ainda no primeiro tempo: Cristiano Ronaldo saiu machucado, enquanto o jogo ainda estava em 0 a 0, no Stade de France.

3.2 Liga dos campeões da UEFA

A UEFA Champions League é uma das competições mais prestigiadas do mundo, sendo seu jogo final, o evento mais visto por todo o mundo no futebol. Na edição de 2012-13, a audiência alcançou 360 milhões de espectadores para as telas da TV.

Disputa-se a Liga pelos clubes europeus melhor classificados nos respectivos campeonatos nacionais da temporada anterior. Oferecem as vagas conforme classificação geral no ranking da UEFA.

O torneio é um continuação da Taça dos Clubes Campeões Europeus ou Copa dos Clubes Campeões Europeus, que havia ocorrido desde 1995. Em seguida, a UEFA acrescentou a fase de grupos à competição, o que possibilitou a participação de mais países na disputa.

Na década de 90, o formato mais uma vez tomou nova forma, incorporando uma fase pré-qualificatória que incluiu, além dos vendedores, os vices-campeões. Atualmente, a Liga dos Campeões começa em meados de julho com três rodadas de qualificação e uma rodada de play-off.

Leia mais: Liga dos campeões da Europa 2020: saiba como apostar

Fase de grupos

As dez equipes sobreviventes entram na fase de grupos, encontrando outras 22 equipes previamente qualificadas. Que finalmente, são divididas em oito grupos que se enfrentam em um sistema de turno e returno, até a fase eliminatória e a grande final, em maio.

O vencedor dessa difícil disputa se classifica para a Supercopa da UEFA e para a Copa do Mundo de Clubes da FIFA. Entre os clubes com mais títulos está o Real Madrid (13 taças),e único tricampeão, em seguida vem os times espanhóis que, juntos, somam 18 vitórias, os da Inglaterra com 13, e a Itália com 12 campeonatos.

O Bayern levou a melhor na final 2019-2020 da Liga com uma vitória sobre o Paris por 1 a 0. Isso ocorreu no Estádio do Sport Lisboa e Benfica, em Portugal, dia 23 de agosto. Artilheiro isolado da Champions League, o polonês Roberto Lewandovisk marcou 15 gols. E desse modo, se destacou ainda no campeonato alemão (34 gols) e na copa do país (6 gols), um total de 55 bolas na rede em 47 partidas disputadas.

3.3 Liga Europa

Após a Liga dos Campeões da UEFA, esse é o torneio mais importante da Europa. Com formato de competição continental, a disputada substituiu a Taça das Cidades com Feira, um torneio que ocorria apenas por equipes que chamaram, e além disso, que saiam de cidades com feiras e comércio. Único pré-requisito exigido para a participação.

Depois que a UEFA assumiu os clubes se qualificam para a competição com base em seu desempenho nas ligas e copas nacionais. Isto é, se antes não forem qualificadas para participar da Liga dos Campeões.

Desde 2000, a equipe vencedora da competição ganhou o direito de participar da Supertaça da UEFA contra o campeão da Liga dos Campeões. Além disso, o time que conquista a Liga Europa se classifica para a próxima a edição posterior da competição, entrando na fase de grupos.

O maior campeão do torneio é o Sevilla (seis títulos), que venceu todas as finais que disputou, além disso, se consagrou tricampeão, levantando a Taça por três anos consecutivos. O time é o atual campeão, 2020, após ter disputado a final com o Intenazionale e vencido por 3 a 2.

3.4 Budesliga

A Futball-Bundesliga é principal Liga da Alemanha. Criada em 1962, na cidade de Dormund pela Deustcher Fußball-Bund (Associação Alemã de Futebol), é a competição mais lucrativa da Europa.

A primeira temporada aconteceu em 1963, quando o vencedor foi o Colônia, e o primeiro artilheiro foi o famoso Uwe Seeler, do Hamburgo, e desde então, apenas a cidade de Munike celebrou dois de seus clubes como campeões: o Bayern e o München 1860.

Ao longo dos anos, muita coisa mudou da estrutura a organização do torneio, exemplo disso foi a quantidade de clubes que, atualmente, é de 18 times, a classificação para a DFB-Pokal (Copa da Alemanha): todas as equipes estão automaticamente classificadas, além da inscrição direta do seu vencedor para a DFL- Supercup (Supercopa da Alemanha).

Um total de 56 clubes já participou da Bundesliga até a Temporada 2020-21, e o maior vencedor é o Bayern München, com 29 títulos. Mas o torneio também consagrou outros campeões: o Borussia Dortmund e Borussia Mönchengladbach (5 títulos), Werder Bremen (4), Hamburgo e Stuttgart (3), FC Köln e Kaiserslautern (2), além de Eintracht BraunschweigMünchen 1860FC Nürnberg e Wolfsburg, com um título cada.

A Bundesliga é classificada em quarto lugar na Europa, de acordo com o ranking de coeficientes da UEFA, com base no seu desempenho em competições europeias nas últimas cinco temporadas.

O torneio começa em agosto e dura até o final de maio, as equipes desta se enfrentam entre si, todos contra todos em um sistema de pontos corridos com turno e returno, com 34 rodadas, cada uma com 9 jogos, seguindo um cronograma estabelecido por sorteio.

O campeão ganha o direito de participar da próxima edição da Liga dos Campeões da UEFA, junto com o segundo, terceiro e quarto classificado. O quinto e o sexto participam da Liga Europa da UEFA.

Em 2019-2020 o campeão, mais uma vez foi o Bayern de Munique que venceu o Borussia Dortmund, com atuações destacadas do seu maior craque, Roberto Lewandovisk, que marcou 34 gols.

Leia mais: Bundesliga: como apostar no campeonato alemão em 2020?

3.5 Campeonato Italiano de Futebol

Uma grande competição que reúne mais de quatro mil clubes, distribuídos em quatro divisões profissionais e outras cinco amadoras. A Liga Nacional de Profissionais-Série A (LNPA) é a divisão principal do esporte no país.

O título da Série A é geralmente referido como “scudetto” (pequeno escudo), pois desde 1924-1925, o vencedor ganha o direito de incluir na sua camisa um pequeno brasão de armas com as cores da bandeira italiana.

O maior vencedor é a Juventus, com 36 campeonatos, seguido por Internazionale e Milan com 18, que formam a tríade com mais títulos, sendo estes três também, os clubes italianos com títulos de campeões da Liga dos Campeões da UEFA.

Na Itália, a prática é atribuir uma estrela a cada dez títulos. A primeira equipe a adotar uma estrela foi a Juventus, que acrescentou uma estrela acima do escudo em 1958 para representar o seu décimo título do Campeonato.

Em 1982, a Juventude recebeu a sua segunda estrela de ouro, por ter vencido 20 campeonatos. Em 2014 a Velha Senhora (Juventus) recebeu a terceira estrela pela conquista de 30 campeonatos. São contados os campeonatos desde 1898.

Na edição 2019-20, a Juventus manteve a hegemonia, conquistando pela nona vez o título. A Velha Senhora teve em Cristiano Ronaldo o seu grande goleador, mas o artilheiro do certame foi Ciro Immobile. O atacante da Lazio, inclusive, se colocou ao lado de Gonzalo Higuaín como o maior artilheiro de uma edição da série A.

Leia mais: Campeonato Italiano: como apostar na competição em 2020?

3.6 La Liga

Conhecida como Liga das Estrelas, a Primera División da Liga de Fútbol Profesional, é a competição oficial da Espanha. Disputada por vinte clubes, sob o sistema de disputa de pontos corridos, onde os clubes jogam entre si no sistema de turno e returno.

Segundo o ranking anual da Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHF), La Liga é a melhor liga de futebol do mundo e a segunda mais forte da ultima década na Europa sendo superada apenas pela liga inglesa (Premier League).

Isso porque a competição reúne os times mais vencedores do mundo: Real Madrid, Barcelona e Atlético de Madrid. Apesar disso, a Federação identifica uma baixa competividade no torneio, uma vez que a dupla Real e Barça alcançou a maioria dos títulos.

Juntos eles somam 60 campeonatos, nove deles conquistados nas últimas 10 edições, ficando o Atlético de Madrid com uma edição apenas. E a temporada 2019-2020 não fugiu à regra tendo como campeão o Real Madrid, e como vice, o Barcelona.

Entre os jogadores, o destaque ficou com Leonel Messi que marcou 25 gols somente nessa edição do torneio.

O vencedor da La Liga é considerado o campeão espanhol, e junto com o segundo, terceiro e quarto classificam-se para a Liga dos Campeões da UEFA. Os clubes que terminarem no quinto e sexto posto classificam-se para a Liga Europa da UEFA. Os três últimos são rebaixados para a Segunda División.

Leia mais: La liga: Como apostar no campeonato espanhol 2020?

3.7 Premier League

No topo das Ligas do futebol inglês está a Premier League, sendo considerada a principal competição de futebol do país, e a mais popular do mundo, uma vez que é transmitida por oitenta redes de televisão em mais de duzentos países.

A primeira Liga é disputada por vinte clubes no sistema de pontos corridos, em que, no final de cada temporada, os quatro melhores colocados são classificados para a Liga dos Campeões da UEFA.

Já aqueles três times com menor número de pontos são rebaixados para a EFL Championship, dando lugar aos três melhores desta competição. As temporadas costumam acontecer entre agosto e maio, totalizando 38 rodadas com dez partidas cada. A maioria dos jogos são disputados durante o período da tarde nos sábados e domingos e algumas vezes durante a noite no meio da semana.

A competição foi formada como FA Premier League em 20 de fevereiro de 1992, após a decisão dos clubes da Football League First Division de romperem com a Football League, originalmente fundada em 1888.

A ideia da mudança era aumentar as receitas provenientes de direitos de televisão, que atualmente rendem £2,4 bilhões, por ano, para transmissões domésticas e internacionais.

Na temporada 2017–18 a média de público da competição foi de 38 mil, sendo a segunda mais alta em ligas de futebol profissional, atrás apenas da Bundesliga..

Desde 1888, 24 clubes foram coroados campeões do sistema de futebol inglês. Desde a criação da liga, em 1992, um total de 49 clubes já estiveram na Premier League, dos quais sete venceram o título: o Manchester United, o maior campeão com treze títulos, o Chelsea vem em segundo com cinco, o Manchester City com quatro, o Arsenal com três e único clube a conquistar a Premier League de forma invicta.

A temporada 2019-2020 começou em 9 de agosto de 2019 e terminou em 26 de julho de 2020, como o Liverpool sagrando-se campeão antecipado, na 31ª rodada, depois de abrir 26 pontos de vantagem em relação ao segundo colocado.

Leia mais: Premier League: como apostar no campeonato inglês?

3.8 Ligue 1

Até 2002, a Ligue 1, primera divisão da Liga francesa de futebol era conhecida como Division 1, sendo a principal competição entre clubes do país. Organizada pela Ligue de Football Professionnel desde 1929, o campeonato principal francês trocou muitas vezes a quantidade de participantes, revezando entre 18 e 20.

Atualmente, 20 times se enfrentam em 38 partidas, 19 de ida e 19 de volta. Os três piores colocados ao fim dos confrontos são rebaixados a Ligue 2  ou segunda divisão francesa, dando lugar aos três melhores desta competição.

Pelo atual ranking de coeficientes da UEFA, o torneio tem direito a classificar dois clubes diretamente para a fase de grupos e um clube para a última fase classificatória da Liga dos Campeões da UEFA.

Para a Liga Europa da UEFA, classificam-se os quarto e quinto colocados. Sextos e sétimos colocados também tem chances de se classificarem, caso algum clube que esteja na frente conquiste alguma das competições que dão acesso as vagas dos torneios continentais.

Embora campeonatos nacionais fossem realizados desde 1893 pela USFSA e pela FFF, eram todos amadores e a profissionalização fez com que os títulos desses certames anteriores perdessem crédito em relação à competição então organizada pela primeira vez na temporada 1932-33.

Leia mais: Ligue 1: Maiores campeões do campeonato Francês

Vencedores da League one

Nos primeiros anos, o equilíbrio entre vencedores reinou, tendo como primeiro campeão o Olympique Lillois num campeonato que foi montado em dois grupos.

O primeiro bicampeonato aconteceu apenas em 1937-38, com o FC Sochaux-Montbéliard, que tinha saído vencedor também em 1934-35. Depois do bicampeonato do Sète, em 1938-39, a disputa foi interrompida, devido a Segunda Guerra Mundial, voltando apenas em 1944-45.

O Olympique de Marseille, que foi vencedor em 1936-37, e o Nice conseguiram suas segundas conquistas logo após a volta do torneio.

O OGC Nice foi também o time que dominaria a disputa nos anos seguintes, ao lado do Stade de Reims. Juntos, num intervalo de quatorze anos, se saíram vencedores em dez disputas, sendo seis do Reims e quatro do Nice.

Após mais dois bicampeonatos, de Monaco e Nantes (consecutivamente), a primeira hegemonia individual viria com o Saint-Étienne, no fim da década de 1960 e início da década de 1970. Com um tetracampeonato consecutivo (1966-67, 1967-68, 1968-69,1969-70) e um tricampeonato consecutivo (1973-74, 1974-75, 1975-76), sagrou-se decacampeão na temporada 1980-81, se tornando o maior vencedor do Campeonato Francês da história.

Os times que conseguiram quebrar esse período hegemônico foram o Olympique de Marseille (197-71, 1971-72) e o Monaco (1972-73, 1977-78) que viraram tetra e tricampeões respectivamente, e o Nantes, sagrando-se hexacampeão (1964-65, 1965-66, 1972-73, 1976-77, 1979-80, 1982-83), em meio a um título solitário do Strasbourg (1978-79).

Na temporada 2019-2020, a liga operou com 23 equipes, com três equipes sendo rebaixadas para a League Two, em vez das quatro habituais.

Devido a pandemia do COVID-19 o campeonato se encerrou em 30 de Abril de 2020 faltando 10 rodadas para o encerramento original. O PSG foi consagrado campeão da temporada.

  1. América do Norte e Central possui hegemonia de times mexicanos

4.1 Copa dos Campeões da CONCACAF

É uma competição organizada pela Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe. Além disso, envolve times desses continentes e de mais três países da América do Sul: Guiana, Suriname e Guiana Francesa.

A Liga começou em 1962 sob o nome de Copa dos Campeões da CONCACAF. Em seguida, após sofrer renomeação em 2008, o torneio passou a seguir o modelo dos maiores campeonatos do mundo, se inspirado na Champions League da Europa, Ásia e África.

Os maiores campeões da Copa são os clubes mexicanos (32 vencedores), com destaque para o América do México, maior vencedor entre eles, com sete títulos, em seguida, vem a Costa Rica com sete times ganhadores. O mexicano Monterrey foi  o único tricampeão até  o momento e é o atual vencedor com conquista em cima dos EUA, em 2019.

4.2 Copa Ouro CONCACAF

A primeira edição da Copa de Ouro aconteceu em 1963, isto é, em substituição ao Campeonato CCCF. Nessa época, o torneio era voltado apenas para seleções da América Central, mas também o Caribe. Paralelo a ele, existia o Campeonato NAFC que tinha somente clubes da América do Norte.

Mas essas competições foram sendo extintas: a CCCF em 1961, a NAFC até 1989. Somente em 1991, o campeonato surgiu como o nome de Copa de Ouro e a unificação dos continentes da América do Norte e Caribe.

O México foi o maior dos campeões até sua última edição em 2019, isto é, com uma final entre a seleção e os Estados Unidos da América (EUA). Os mexicanos venceram por 1 a 0. AS Copas das Nações (UNCAF) e a Copa do Caribe, ambas realizadas internamente em suas respectivas regiões classificam os times para a Copa.

5. Na América do Sul, Libertadores realiza disputas dignas de Mundial

5.1 Copa Libertadores da América

Principal competição de futebol de clubes da América do Sul, a Libertadores da América ou Taça Libertadores leva times regionais a disputar jogos, isto é, com a responsabilidade própria de grandes seleções. Não à toa, partidas que envolvem Brasil e Argentina sempre agitam torcedores e fãs do esporte.

Com nome inspirado em líderes da independência em cada um dos países do continente, a Libertadores já teve muitos formatos ao longo do tempo. Em 1998, por exemplo, chamaram equipes do México para disputar a competição e assim fizeram até 2017, quando a CONMEBOL – Confederação SulAmericana de Futebol, resolveu fazer uma nova reforma no modelo do torneio.

Cada um dos países participantes mandam quatro clubes para a competição, contudo, Brasil e Argentina que disputam com seis e sete clubes respectivamente. A competição ocorre em três etapas, cujas primeiras vão classificando para as seguintes. Na segunda fase, os times se dividem em oito grupos  com quatro equipes cada.

Os dois melhores times de cada grupo vão pra fase final eliminatória, isto é, sempre em jogos de ida-e-volta até as semifinais. A grande final é disputada em jogo único num local previamente escolhido. O vencedor da Libertadores se classifica para a disputa da Copa do Mundo de Clubes da FIFA e Recopa SulAmericana.

O Independente é o recordista de títulos na competição, isto é, com sete conquistas, somando-se aos 25 títulos dos times argentinos. O Brasil, por sua vez, tem uma maior diversidade de vencedores, com 10 times diferentes erguendo a taça. O atual campeão é o Flamengo que disputou a final contra o argentino River Plate em 2019.

Leia mais: Conmebol: Como apostar na copa libertadores em 2020

5.2 Recopa SulAmericana

É uma disputa que coloca frente a frente os vencedores da Copa Libertadores da América e os da Copa SulAmericana. Isto é, os dois campeonatos mais antigos da América do Sul. Atualmente, os times se enfrentam em jogos e ida e volta. Mas a competição já ocorreu em jogo único, ainda no retorno no torneio, a partir de 2003, quando retornou de uma parada em 1998.

O atual campeão é o Flamengo, clube brasileiro, que derrotou o Independence Del VAlle, do Equador (vencedor da Copa SulAmericana), com um placar agregado (soma dos dois jogos) de 5 a 2.

5.3 Copa SulAmericana

Competição continental de clubes de futebol da América do Sul, a SulAmericana substituiu Copas antigas como a Mercosul, Merconorte (2002), anteriormente nomeadas de Copa Conmebol e Supercopa SulAmericana.

A primeira fase foi disputada por 44 equipes, em partidas eliminatórias em ida e volta. Em caso de empate no placar, existe uma regra chamada “gol fora de casa”. Isto é, vantagem para quem a faz o gol no estádio do visitante. Caso o empate persista, a vaga será definida portanto nos pênaltis.

Disputava-se a segunda fase pelas 22 equipes classificadas da fase anterior mais as dez equipes transferidas da Libertadores da América em rodadas eliminatórias de ida mas também de volta. Em caso de empate na soma dos placares, as regras permanecem as mesmas da primeira etapa.

Leia mais: Copa Sul Americana 2020: aposte na segunda maior competição das Américas

5.4 Copa América

Até 1975, conheciam o torneio como Campeonato SulAmericano de Futebol, ademais, ainda naquela época já reunia seleções de futebol das nações vinculadas à CONMEBOL. Em 1993, a competição possuía apenas 12 equipes. Já na edição de 2016 , a competição, batizada de Copa América Centenário, contou com dezesseis equipes, sendo seis equipes da CONCACAF, além disso, tinham 10 associadas à CONMEBOL. O México, vice campeão em 1993 e 2001, é a equipe mais vencedora entra as convidadas.

Exceto o Equador e a Venezuela, todos os países participantes já ergueram a taça da Copa alguma vez no torneio. O Uruguai tem o maior número de campeonatos com a conquista de 15 títulos ao longo da história da competição.

O Brasil, atual campeão da disputa, fica em segundo lugar com nove títulos, o último em 2019. A Argentina, que sediou a edição inaugural em 1916, abrigou o torneio mais vezes, tendo sido anfitriã em nove ocasiões.

Até 2015, o campeão vigente do torneio, estava automaticamente classificado para a edição seguinte da Copa das Confederações da FIFA, que foi extinta logo depois. A Copa América é o terceiro torneio internacional de futebol mais popular, depois da Copa do Mundo da FIFA e da Eurocopa.

5.4 Campeonato brasileiro

Principal competição de futebol do país, o Campeonato Brasileiro de Futebol ou Brasileirão, para os mais íntimos, é um dos torneios mais disputados do mundo.  É por meio dela que são indicados os representantes brasileiros para a Copa Libertadores da América, juntamente com o campeão da Copa do Brasil.

Devido às peculiaridades históricas e a grande dimensão geográfica do país, o Brasil tem uma história relativamente curta de competições nacionais de futebol.

O primeiro Campeonato Brasileiro oficialmente com esse nome foi realizado em 1989. Em dezembro de 2010, a CBF unificou a Taça Brasil, disputada de 1959 a 1968, e as edições de 1967 a 1970 do Torneio Roberto Gomes Pedrosa/Taça de Prata ao Campeonato Brasileiro pós-1971. O primeiro campeão brasileiro foi o Bahia em 1959.

Uma das características históricas do Campeonato Brasileiro foi a falta de uma padronização no sistema de disputa, que mudava a cada ano, assim como as regras e o número de participantes.

Dentre os vários formatos já adotados incluem-se sistema eliminatório (1959-1968) e sistemas mistos de grupos (1967-2002). A fórmula de disputa do campeonato foi padronizada somente em 2003, quando foi adotado o sistema de pontos corridos com todas as equipes se enfrentando em turno e returno

O Palmeiras é o time com maior número de títulos brasileiros, com dez conquista, desde a criação do torneio, em 1959. Além dele, mais 17 times já foram campeões brasileiros, 12 por mais de uma vez.

Apenas o estado de São Paulo teve campeão por mais de uma cidade, três no total: Campinas, Santos e São Paulo, e apenas a cidade do Rio de Janeiro teve mais de três clubes campeões: Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco da Gama.

Essa variedade de campeões dá ao campeonato brasileiro uma característica própria ao torneio: a alta competitividade do campeonato, sendo visto pelo mundo como uma das ligas mais fortes do planeta. ,

Além disso, a competição conta com o maior número de clubes detentores de títulos de “campeões mundiais”, com 11 campeonatos ganhos por sete clubes. Em termos de quantidade de títulos, o Brasileirão é o segundo colocado na Copa Libertadores da América, com dezoito títulos conquistados, atrás apenas da Primera División Argentina, com 25 títulos.

A Série A também é classificada como a sexta mais valiosa com um patrimônio de mais de US$ 1,43 bilhão, sendo um dos campeonatos mais ricos, com um volume de negócios anual de mais de US$ 1,17 bilhão em 2012.

Também é o torneio de futebol mais visto no continente americano e um dos mais expostos internacionalmente, transmitido em 155 países, tendo sido classificado no top 10 como uma das ligas mais fortes do mundo (para o período 2001-2012) pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS).

Por tudo isso, o Brasileirão é a competição de futebol preferida dos brasileiros (51%), pelo equilíbrio e imprevisibilidade, bem a frente da Copa Libertadores da América (22,3%), a segunda colocada na preferência popular.

A competição dura em torno de 8 meses, após as competições regionais, e funciona com partidas em turno e returno, por meio de pontos corridos, sendo campeão aquele que acumula o maior número de pontos ao final das 38 rodadas. Em 2019, o Flamengo, clube do Estado do Rio de Janeiro conquistou mais um título, totalizando seis taças.

Leia mais: Campeonato brasileiro: Como apostar na série A em 2020?

Leia mais: Como apostar no Campeonato Brasileiro Série B em 2020?

5.5 Torneos de Verano

Um torneio amistoso de futebol que já se chamou Campeonato Internacional de Verano, Copa Bandes bem como Copa Bimbo, e ainda Torneio Verão do Uruguai. Realizado pela primeira vez no ano de 2009, participam quatro times em cada edição. São eles: os anfitriões Nacional e Peñarol. Além disso, tem mais dois participantes que podem ser clubes do próprio futebol uruguaio como clubes internacionais.

Todas as partidas ocorrem no Estádio Centenário, em Montevidéu. Isto é, estádio onde joga a Seleção Uruguaia de Futebol e sede da final da Copa do Mundo FIFA de 1930. A competição é feita pela associação uruguaia de futebol (AUF) com patrocínio de uma empresa de telecomunicações uruguaia e por um banco brasileiro..

A 5ª edição foi suspensa e não concluída após episódio de violência entre as torcidas durante a semifinal disputada entre Peñarol e Nacional.

Eliminatórias da Copa do Mundo

De uma ponta a outra do planeta, as confederações nacionais organizam as predileções para definir as seleções do seu continente que o representarão no grande torneio mundial de futebol, além disso, Em 2022, a Copa do Mundo acontece no Catar.

Todos eles ocorrem sob a lógica dos grupos, no qual as equipes se enfrentam entre si e se classificam apenas aquelas que terminam as disputas ocupando as duas primeiras colocações do seu grupo.

As Eliminatórias são realizadas nos cinco continentes. São eles: Europa, Ásia, África, América, e até na Oceania. Isto é, país que não possui lá grandes tradições no futebol, tanto que não possui torneios de muita expressão internacional.

Cada região organiza seu torneio a partir de Associações ou Confederações de futebol de nível continental. Além disso, é fiscalizado de perto pelo realizador do Mundial, a FIFA.

Ganhe um BÔNUS de R$200,00 e assista os jogos ao vivo na Bet365.

Compartilhe como seus amigos:

banner bet365